Fisioterapeuta Concurseira

Tudo o que você precisa saber sobre a carreira de fisioterapeuta na Rede Sarah!

há 2 meses     -     
Tudo o que você precisa saber sobre a carreira de fisioterapeuta na Rede Sarah!

rede-sarah-carreira-fisioterapeuta.jpg (253 KB)

Um dos maiores prazeres dos fisios é poder ajudar o outro a retomar sua rotina normal depois de um processo de reabilitação. E os hospitais da Rede Sarah são referência no que diz respeito a esse tipo de assistência. Imagina que sonho poder juntar as duas coisas?!

É possível, sim! E neste post você vai saber tudo sobre a carreira de fisioterapeuta na Rede Sarah:

1. Cargo e salário

2. Áreas de atuação na Rede Sarah

3. Como funciona o processo de seleção

4. Como foi o último concurso

 

1 - Cargo e salário

O profissional de Fisioterapia nos hospitais da Rede Sarah é responsável por realizar avaliação físico-funcional e respiratória de pacientes e a partir disso definir objetivos, condutas e programas de tratamento compatíveis com o quadro clínico do paciente. É o fisioterapeuta também responsável por orientar pacientes e familiares sobre a patologia e o programa de tratamento fisioterápico.

O salário bruto do fisioterapeuta na Rede Sarah é R$ 7.133,66, com contratação sob regime da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT). A carga horária é de 30 horas semanais, com dedicação exclusiva.

 

Conteudos-Gratuitos.png (106 KB)

 

2 - Áreas de atuação na Rede Sarah

O fisioterapeuta tem diversas opções de atuação. Uma delas é a Reabilitação Neurológica, em que atende pacientes com lesões neurológicas adquiridas ou congênitas. É o caso, por exemplo, de pacientes com doença de Parkinson, esclerose múltipla e alterações motoras e cognitivas decorrentes de acidente vascular encefálico e traumatismo cranioencefálico.

Na área de Ortopedia, o fisioterapeuta realiza o tratamento clínico e cirúrgico de doenças e deformidades da coluna vertebral e dos membros superiores e inferiores. Em adultos, atende casos como tumores ósseos primários e sequelas de fraturas e trauma articular. Já em crianças, situações como doença de Perthes, escoliose, lesões do nervo periférico e alterações na forma do andar e assimetrias corporais.

Pediatria do desenvolvimento é outra área de atuação possível ao fisioterapeuta na Rede Sarah. O atendimento é direcionado para crianças e adolescentes com enfermidades neurológicas e ortopédicas, congênitas ou adquiridas, que necessitam de habilitação ou reabilitação.

Já a área de Neurorreabilitação de Lesão Medular atende adultos com lesões medulares congênitas ou adquiridas, que podem ter origem traumática ou não traumática. O primeiro grupo inclui acidentes de trânsito, quedas e mergulhos, por exemplo. Já o segundo, tumores, infecções, malformações arteriovenosas e de doenças degenerativas.

 

3 - Como funciona o processo de seleção

A Rede Sarah seleciona novos profissionais a partir de processo de seleção pública, que começa com a publicação de edital por parte da Associação das Pioneiras Sociais, responsável pela rede de hospitais. O processo seletivo consta de etapas eliminatória, classificatória e de treinamento.

Os editais lançados podem suprir necessidades em âmbito regional ou nacional. Isso varia de acordo com as características do cargo e a natureza do trabalho.

O último concurso realizado para contratação de fisioterapeutas aconteceu em 2012. No próximo item detalhamos como foi todo o processo seletivo.

 

4 - Sobre o último concurso

O último concurso para fisioterapeutas realizado pela Rede Sarah aconteceu em 2012. Foram ofertadas 15 vagas imediatas, com lista de excedentes em cadastro reserva. O certame tinha validade de um ano, prorrogável por igual período.

Das inscrições

As inscrições foram feitas pela internet. Quem não tinha acesso à rede podia utilizar um dos computadores disponibilizados nas unidades Sarah. Também foi cobrada taxa de inscrição no valor de R$ 100,00.

O edital incluía a possibilidade de atendimento diferenciado a lactantes e pessoas com deficiência, desde que indicado no ato da inscrição. No caso de mulheres em fase de amamentação, a candidata precisava levar um acompanhante para ficar em sala reservada para esse fim e ser responsável pela guarda da criança.

O candidato com deficiência, por sua vez, podia ser beneficiado com tempo adicional para realizar as provas, desde que apresentasse justificativa acompanhada de parecer emitido pelo especialista da área de sua deficiência. O prazo para envio dos documentos foi de até três dias úteis após o último dia do período de inscrições

Das etapas do processo

O processo seletivo realizado em 2012 teve três etapas:

  • Prova Objetiva: De caráter eliminatório, cobrava 50 questões de conhecimentos específicos à área. O candidato tinha 4 horas para concluí-la. A nota obtida foi convertida numa escala de 100 pontos.
  • Prova Dissertativa: De caráter classificatório, exige dos candidatos respostas referentes a conhecimentos específicos da área de atuação. A prova valia 100 pontos.
  • Treinamento: A convocação para essa etapa ocorreu via Diário Oficial, na qual os candidatos foram submetidos a atividades de aprendizagem em situações reais de trabalho nos hospitais da Rede Sarah. Com duração de seis meses, o valor da bolsa paga era R$ 4.273,58. O candidato podia até ser excluído do processo, se não apresentasse rendimento satisfatório no período.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE! Em caso de empate, foram adotados três critérios de desempate: melhor rendimento na prova objetiva; melhor rendimento na prova dissertativa; e maior tempo de experiência profissional – podendo ser comprovada via Carteira de Trabalho, declaração com CNPJ da entidade declarante ou declaração que comprovasse vínculo empregatício em regime estatutário.

 

rodape_blog-lives.jpg (291 KB)


Rede Sarah 2019: aumenta expectativa para fisioterapeutas


 

Do conteúdo programático

O conteúdo cobrado nas provas do último concurso para fisioterapeuta na Rede Sarah de hospitais é compreendido por dez grandes temas, que se desenrolam em subtemas. Detalhamos no quadro abaixo:

TEMAS           

ASSUNTOS

Anatomia

Anatomia do corpo humano; planos e eixos anatômicos; esqueleto axial; ossos, junturas, músculos, vasos e nervos; sistema circulatório; sistema respiratório; sistema esquelético; sistema articular; sistema muscular

Neuroanatomia  

Anatomia funcional do sistema nervoso, organização e classificação, estrutura macroscópica e microscópica do sistema nervoso central e periférico. Aspectos gerais do sistema nervoso autônomo. Vias aferentes e eferentes do sistema nervoso central. Vascularização do sistema nervoso central

Fisiologia Geral

Fisiologia celular. Fisiologia muscular. Contração do músculo. Placa motora. Potenciais de membrana e transmissão nervosa. Sinapse e os circuitos neuronais básicos. Fisiologia dos receptores. Fisiologia do sistema nervoso, muscular, cardiovascular e respiratório

Cinesiologia

Aplicação das leis e grandezas físicas na compreensão do movimento humano, no diagnóstico e na terapêutica relativa à fisioterapia. Princípios e estudo biomecânico do movimento humano (cinética e cinemática do movimento humano normal e adaptado na execução das atividades de vida diária). Equilíbrio do corpo humano. Efeitos da força de gravidade, centro de gravidade do corpo. Mecânica da coluna vertebral. Goniometria. Avaliação muscular: provas de força e flexibilidade

Cinesioterapia

Aplicação do movimento sob forma terapêutica. Ganho de força muscular e amplitude de movimento: métodos, técnicas e recursos fisioterápicos

Fisioterapia aplicada à ortopedia e traumatologia

Semiologia Ortopédica. Noções de tratamento clínico e cirúrgico das doenças ortopédicas e traumáticas, assim como no tratamento em diferentes fases de doenças infecciosas e degenerativas de músculos, ossos e articulações. Disfunções da coluna vertebral. Fraturas e luxações. Avaliação, planejamento, prescrição e execução de tratamento fisioterápico

Fisioterapia aplicada à pediatria

Exame neurológico da criança. Desenvolvimento neuropsicomotor. Paralisia cerebral. Paralisia braquial obstétrica. Mielomeningocele. Doenças neuromusculares e síndromes de regressão neurológica. Repercussão das doenças cerebrovasculares e traumatismo craniencefálico na infância. Avaliação física, definição de objetivos e condutas, indicação de tratamento fisioterápico e abordagem em equipe interdisciplinar de crianças com alterações no desenvolvimento
 

Fisioterapia aplicada à neurologia

Semiologia neurológica. Lesão de plexo braquial, plexo lombossacro e nervos periféricos. Lesão medular. Síndrome de Guillain Barré. Poliomielite. Acidente vascular cerebral. Traumatismo craniencefálico. Doenças degenerativas. Avaliação física, definição de objetivos e condutas, indicação de tratamento fisioterápico e abordagem em equipe interdisciplinar de indivíduos adultos com doenças e disfunções neurológicas

Fisioterapia aplicada à pneumologia

Semiologia do aparelho respiratório. Patologias pulmonares mais freqüentes, incluindo avaliação, classificação, quadro clínico, complicações, evolução e tratamento. Avaliação da função pulmonar: mecânica respiratória, ventilometria, espirometria e pressões respiratórias. Técnicas específicas em fisioterapia respiratória ambulatorial e de UTI. Ventilação mecânica invasiva e não invasiva. Métodos e técnicas de fisioterapia, empregados na reabilitação pulmonar (desobstrução, reexpansão e treinamento muscular)

Prótese e órtese

Indicação e características das órteses de membros inferiores, superiores e de tronco; próteses de membros inferiores. Indicação e tipos de auxílio-locomoção

 

rodape_blog-fisio.jpg (114 KB)




71 Publicações - 5 Seguidores

Sou a Fisioterapeuta Concurseira da Sanar! No meu blog você vai encontrar tudo sobre concursos, residências e sobre a carreira do fisioterapeuta no Brasil! Estamos melhorando aos poucos a sua experiência por aqui!

  • 71 Publicações