Psicólogo Concurseiro

O básico das teorias do desenvolvimento: Piaget e Vygotsky

há 6 meses     -     
O básico das teorias do desenvolvimento: Piaget e Vygotsky

 

O básico das teorias do desenvolvimento: Piaget e Vygotsky

O básico das teorias do desenvolvimento: Piaget e Vygotsky

 

A Psicologia do desenvolvimento tem como finalidade observar, descrever e explicar as principais mudanças vividas pela criança durante seu desenvolvimento.

As diversas teorias do desenvolvimento buscaram demonstrar, sob perspectivas diferentes, os processos do desenvolvimento e as possíveis variações de acordo com a interferência de questões emocionais, sociais, culturais.

Esse artigo abordará os aspectos gerais, trazendo os elementos essenciais para a compreensão das teorias do desenvolvimento humanos (sim, teoriaS, no plural!). Em seguida, há um resumo de duas das principais teorias do desenvolvimento: a de Piaget e a de Vygotsky.

Assim, o artigo está organizado em 3 tópicos referentes a este assunto:

  1. Noções Gerais
  2. Teoria do Desenvolvimento Cognitivo – Piaget
  3. Teoria Sociointeracionista – Vygostky

 

Noções Gerais

O desenvolvimento humano acontece na inter-relação entre os âmbitos:

• Físico-motor (maturação neurofisiológica);

• Cognitivo (raciocínio, abstração);

• Afetivo (modo como integra suas vivências);

• Social (relação com as pessoas e a cultura).

No decorrer da história, os modelos teóricos sobre desenvolvimento enfatizaram alguns desses aspectos:

  • Teorias inatistas: Condições biológicas (maturação e fatores hereditários) são determinantes para o desenvolvimento;
  • Teorias ambientalistas: Ser humano seria condicionado pelas experiências decorrentes de seu contexto familiar, socioeconômico, cultural;
  • Teorias interacionistas: Construção do conhecimento acontece a partir das interações do sujeito com o meio e de suas ações sobre o mundo.

Importante: As teorias de Piaget e Vygotsky são consideradas interacionistas.

 

Teoria do Desenvolvimento Cognitivo - Piaget

Jean Piaget buscou compreender a gênese do conhecimento e postula que o desenvolvimento consiste no avanço de formas inferiores do desenvolvimento, para forma mais complexas.

Propõe o desenvolvimento em quatro fases:

Sensório motor (0 a 2 anos)

• Inicialmente, a criança experiencia o mundo a partir dos esquemas inatos (ex. sucção)

• Desenvolvimento acontece a partir do estímulo de experiências sensoriais e motoras;

• Pela falta de experiências anteriores a aprendizagem acontece através de ensaio e experimentação;

• Há a constituição da noção da permanência do objeto (objeto continua a existir mesmo fora do campo de visão).

 

Pré-operatório (2 a 6 anos)

Segundo Piaget a aquisição da linguagem é fundamental para o desenvolvimento da inteligência, visto que é a partir dela que a criança adquire a função simbólica e capacidade de empregar símbolos e signos para representar os objetos.

• Fase marcada pelo jogo simbólico e manipulação de símbolos;

• Início de habilidades de conservação, classificação e agrupamento;

Essa fase do desenvolvimento é dividida em dois momentos que apresentam características específicas: o pré-conceitual e o pensamento intuitivo.

  1. Pré-conceitual – 2 a 4 anos

• Animismo: Atribui características psicológicas a objetos e fenômenos naturais;

• Realismo: Estende seu ponto de vista a todos os pontos de vista;

• Artificialismo: Fenômenos naturais provocados por humanos;

• Egocentrismo: Tendência de relacionar o que acontece aos seus sentimentos e ações.
 

       2. Pensamento intuitivo - 4 a 6 anos

• Centração: Para dar uma reposta, observa apenas um aspecto da situação;

• Raciocínio transdutivo: Raciocínio do particular para o geral, sem rigor lógico;

• Dificuldade de transformação: O pensamento é estático, ou seja, está sempre no presente;

• Sincretismo: Não separa diferentes aspectos de uma situação. Tenta explicar os fatos misturando realidade e fantasia;

• Dificuldade de classificação: Distinguir classes de objetos ou situações ainda é uma dificuldade;

• Dificuldade de seriação: Dificuldade de ordenar ou criar séries.
 

Operatório Concreto (7 a 12 anos)

• Desenvolvimento do pensamento lógico concreto;

• Construção de regras e estratégias para compreender o mundo;

• Maneja mentalmente as representações, mas possui dificuldades com os conceitos abstratos;

• Habilidades nas operações matemáticas, ordenação seriada e pensamento indutivo.
 

Operatório formal (a partir dos 12 anos)

• Manipula representações abstratas;

• Compreende conceitos abstratos, como raciocínios matemáticos;

• Pensamento embasado na lógica dedutiva;

 

Teoria Sociointeracionista de Vygotsky 

Vygotsky fundamentou sua teoria no materialismo histórico e dialético e defendeu a perspectiva de que o a aquisição de conhecimentos acontece através da interação de sujeito e meio.

Desse modo, o desenvolvimento é concebido como um processo, mediado por meio de instrumentos técnicos e pela linguagem, que são construídos e consolidados numa cultura.

Para o autor, a aprendizagem leva ao considera dois níveis de desenvolvimento:

  • Nível de desenvolvimento real: conjunto de atividade que a criança consegue resolver sozinha. Esse nível é indicativo de ciclos de desenvolvimento já completos.
     
  • Nível de desenvolvimento potencial: conjunto de atividades que a criança não consegue realizar sozinha mas que, com a ajuda de alguém que lhe dê algumas orientações adequadas ela consegue resolver.

Para Vygotsky, o nível de desenvolvimento potencial é muito mais indicativo do desenvolvimento da criança que o nível de desenvolvimento real

A distância entre o nível de desenvolvimento real e o nível de desenvolvimento potencial, caracteriza o que Vygotsky denominou de Zona de Desenvolvimento Proximal.

Vygotsky denominou funções mentais superiores, os processos essencialmente humanos, tais como: como memória, atenção, imaginação, planejamento, elaboração de conceitos, desenvolvimentos da vontade, raciocínio.

 


Esse resumo dos conceitos básicos das teorias de Piaget e Vygostky é baseado no Capítulo 6 do nosso livro: Manuais da Psicologia Vol 1 - Psicologia do Desenvolvimento. Além dos temas apresentados, o manual ainda conta com muitos outros temas da Psicologia do Desenvolvimento, abordando os principais aspectos de cada teoria. O sumário completo é composto por:

  • Capítulo 1 - ASPECTOS GERAIS DO DESENVOLVIMENTO
  • Capítulo 2 - DOMÍNIOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO: ASPECTOS FÍSICOS, COGNITIVOS E PSICOSSOCIAIS
  • Capítulo 3 - TEORIA PSICANALÍTICA FREUDIANA
  • Capítulo 4 - TEORIA DO APEGO
  • Capítulo 5 - TEORIA PSICOSSOCIAL DE ERIKSON
  • Capítulo 6 - TEORIAS COGNITIVAS: PIAGET, VIGOTSKI E WALLON
  • Capítulo 7 - DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM
  • Capítulo 8 - NOÇÕES DE INFÂNCIA E ASPECTOS SÓCIO-HISTÓRICOS DO DESENVOLVIMENTO
  • Capítulo 9 - A FAMÍLIA

A coleção Manuais da Psicologia  é o melhor e mais completo conjunto de obras voltado para a capacitação e aprovação de Psicólogas e Psicólogos em concursos públicos e programas de residências do Brasil. Elaborada a partir de uma metodologia que julgamos ser a mais apropriada ao estudo direcionado para as provas em Psicologia, contemplamos os volumes da coleção com os seguintes recursos: 

  • Teoria esquematizada de todos os assuntos;
  • Questões comentadas alternativa por alternativa (incluindo as falsas);
  • Quadros, tabelas e esquemas didáticos;
  • Destaque em azul para as palavras-chave;
  • Questões categorizadas por grau de dificuldade,

Para que você possa ter o primeiro volume da nossa Coleção Manuais da Psicologia Vol.1 - Psicologia do Desenvolvimento, vamos te presentear com um cupom de desconto imperdível: MANUAL1PSI

                              Quero adquirir o Manual de Psicologia do Desenvolvimento!!


Manual de Psicologia do Desenvolvimento

A gente sabe te aprovar!




83 Publicações - 2 Seguidores

  • 83 Publicações