Buscando questões de Residência? Veja 5 comentadas e saiba onde encontrar outras | Sanar Saúde
Logo Sanar

Carreiras

Buscando questões de Residência? Veja 5 comentadas e saiba onde encontrar outras

questoesmedvet.png (4.12 MB)

Em todo planejamento de estudo para provas de Residência de Medicina Veterinária, com certeza há um tempo dedicado para responder questões de provas anteriores. Este exercício é muito importante: além de treinar para a hora da prova, você também entende os assuntos que fixou e quais ainda precisa estudar mais.

Melhor que questão gabaritada é questão comentada, pois a revisão e o aprendizado pode acontecer no mesmo tempo da resolução, otimizando a preparação. Para te apoiar nesta jornada rumo à aprovação, listamos neste artigo 5 questões de Medicina Veterinária comentadas.

Fica com a gente até o fim para conferir uma dica de como melhorar a sua performance na busca por questões e também nos seus estudos.

 

Questão 1

COPEVE – UFAL- 2016

Qual o ácaro que habita o folículo piloso?

a) Notoedres cati.

b) Demodex canis.

c) Otodectes cynotis.

d) Sarcopetes scabiei.

e) Lynxacarus radovsky.

 

Agora confira a resposta:

*

*

*

SUBTEMA: DERMATOPATIAS PARASITÁRIAS

GRAU DE DIFICULDADE: FÁCIL

ALTERNATIVA A: INCORRETA. Ácaro que escava túneis na pele do animal acometido.

ALTERNATIVA B: CORRETA. O Demodex canis é um acarídeo presente no folículo piloso, ductos e glândulas sebáceas da espécie canina, fazendo parte da flora microbiana normal da pele desses animais.

ALTERNATIVA C: INCORRETA. Ácaro encontrado no conduto auditivo de cães e gatos, causador de otite externa.

ALTERNATIVA D: INCORRETA. Ácaro que parasita tanto animais quanto seres humanos fazendo galerias na pele dos infectados para postura dos seus ovos

ALTERNATIVA E: INCORRETA. Ácaro da pele do gato que se alimenta da superfície do pelo.

RESPOSTA: LETRA B


Questão 2

COREMU- UFERSA- 2015

A dermatofitose é uma infecção da haste pilosa e do estrato córneo, causada por fungos queratinofílicos. Comumente ocorre em cães e gatos.

Em relação a essa dermatopatia torna-se correto afirmar:

a) Gatos da raça persa e cães da raça Yorkshire Terrier apresentam maior predisposição e podem ser portadores assintomáticos

b) A paroníquia e onicodistrofia podem ser alguns dos sinais clínicos observados

c) Na espécie felina, o diagnóstico diferencial inclui dermatites parasitárias, processos alérgicos e alopecia psicogênica

d) O lufenuron não demonstra eficácia consistente no tratamento

e) Todas estão corretas

 

Agora confira a resposta:

*

*

*

SUBTEMA: DERMATOPATIAS FÚNGICAS

GRAU DE DIFICULDADE: FÁCIL

Dica do autor: Paroníquia significa inflamação dos tecidos moles ao redor das unhas e onicodistrofia a má formação das unhas.

ALTERNATIVA A: CORRETA. Ainda não é claro o motivo da predisposição dessas raças, mas acredita-se que seja o ambiente com condições ótimas de temperaturas e umidade para a manutenção e proliferação do fungo proporcionadas com a presença de pelos longos.

ALTERNATIVA B: CORRETA. Além destes, também pode ser observado outros sinais clínicos como eritema, descamação e alopecia circular.

ALTERNATIVA C: CORRETA. Por este motivo os exames complementares devem ser realizados, principalmente a cultura fúngica que é o padrão ouro no diagnóstico da dermatofitose.

ALTERNATIVA D: CORRETA. Tratamentos tópicos com antifúngicos azólicos ou sulfeto de selênio são indicados para o controle da dermatofitose.

ALTERNATIVA E: CORRETA. Todas as alternativas estão corretas.

RESPOSTA: LETRA E


Questão 3

COPEVE – UFAL- 2016

Assinale a ALTERNATIVA Correta sobre as afecções cardíacas observadas na clínica de pequenos animais.

a) A cardiomiopatia dilatada é uma doença miocárdica caracterizada por contratilidade reduzida e dilatação ventricular, envolvendo, primariamente, o ventrículo esquerdo ou ambos os ventrículos. Dentre as causas envolvidas na sua patogênese estão descritas as causas genéticas, as deficiências nutricionais, como de taurina e L-carnitina e causa infecciosas como erliquiose.

b) O tromboembolismo pode ter como causa uma afecção de origem cardíaca, principalmente as que levam a uma dilatação cardíaca excêntrica e, consequentemente, estase sanguínea, propiciando assim, a formação de trombos e sinais como, paresia dos membros pélvicos, membros frios e cianóticos e ausência de pulso femoral.

c) Doença valvar degenerativa ou endocardiose é a cardiopatia adquirida mais comum em cães, porém pouco diagnosticada em gatos. Acomete, principalmente, os cães idosos de médio e grande porte, nos quais é observado um espessamento gradual dos folhetos valvares, prejudicando a coaptação e levando a regurgitação valvar.

d) A cardiomiopatia hipertrófica felina é a cardiopatia mais frequentemente diagnosticada em gatos. Envolve uma herança genética que provoca uma hipertrofia ventricular esquerda, disfunção sistólica e insuficiência cardíaca congestiva (ICC) esquerda.

e) Endocardite infecciosa é observada com maior frequência em valvas pulmonares e tricúspides. A sua patogenia envolve uma bacteremia persistente ou recidivantes, como infecção de pele, cavidade oral, trato urinária ou infecções pulmonares.

 

Agora confira a resposta:

*

*

*

SUBTEMA: Afecções cardiovasculares

GRAU DE DIFICULDADE: Intermediário

ALTERNATIVA A: CORRETA. A cardiomiopatia dilatada é uma afecção miocárdica idiopática, genética ou familiar, caracterizada por dilatação do ventrículo esquerdo ou biventricular, contratilidade reduzida do miocárdio e anormalidades histólogicas dentro do ventrículo. Existem inúmeras causas que predispõem a esta patologia, como: genética ou familiar, infecção vírica, autoimunidade, toxinas miocárdicas, hiper-reatividade microvascular, deficiência nutricional (taurina e carnitina), taquicardia persistente ou recorrente.

ALTERNATIVA B: INCORRETA. Em animais, o tromboembolismo arterial afeta comumente a aorta e seus ramos, sendo o infarto do miocárdio mais raro. O tromboembolismo aórtico é uma condição potencialmente fatal bem estabelecida em felinos, porém rara em cães, caracterizada por paraparesia ou paraplegia, ausência dos pulsos femorais, dor, cianose do leito ungueal e hipotermia da extremidade dos membros afetados. Em felinos, o quadro está associado às afecções cardíacas, enquanto que nos cães a condição decorre de doenças que comprometem o fluxo sanguíneo, integridade vascular, coagulação e fibrinólise, tais como, hiperadrenocorticismo, anemia hemolítica imunomediada, coagulação intravascular disseminada, sepse, nefropatias, enteropatias, neoplasias e mais raramente problemas cardíacos.

ALTERNATIVA C: INCORRETA. A endocardiose da valva mitral é a cardiopatia mais comum no cão, sendo baixa a incidência nos felinos. É uma enfermidade adquirida, degenerativa da valva mitral, que leva a insuficiência cardíaca, caracterizada por um espessamento das extremidades da valva. Pode acometer cães de qualquer raça, porém as miniaturas de pequeno porte ou aqueles menores de 20 kg, são mais acometidos. Os animais entre 8 e 11 anos são os que mais manifestam a enfermidade. Relata-se uma maior frequência nos machos, e, em raças como: Poodle toy, Shinauzer miniatura, Chihuahua, Pincher, Fox terrier, Boston terrier, Cocker Spaniel Inglês e Americano, Whippet e Cavalier King Charles Spaniel.

ALTERNATIVA D: INCORRETA. A cardiomiopatia hipertrófica é a doença miocárdica mais comum que acomete os felinos e se caracteriza por hipertrofia do ventrículo esquerdo, podendo ser primária (idiopática) ou secundária, sendo resultado de doenças primárias, dentre elas estão o hipertireoidismo, a hipertensão sistêmica e a estenose subaórtica. A CMH felina primária ou idiopática é desconhecida, mas estudos indicam uma alteração no transporte de cálcio no miocárdio, a sensibilidade miocárdica aumentada às catecolaminas e a produção aumentada de fatores tróficos do miocárdio.

ALTERNATIVA E: INCORRETA. A endocardite bacteriana é a infecção do endocárdio valvular e/ou mural de baixa prevalência em cães e rara em gatos. As válvulas mais comumente afetadas em cães e gatos são a mitral e a aórtica. Afecções cutâneas, orais, urinárias, prostáticas ou em outros órgãos podem resultar em bacteremia e evoluir para a infecção do endocárdio. Alguns procedimentos contaminados como endoscopias, cateterização vesical, cirurgia anal e procedimentos odontológicos podem causar bacteremia transitória e predispor à endocardite. Outro fator predisponente citado por alguns pesquisadores é a presença de estenose sub-aórtica e, provavelmente, outras doenças congênitas.

RESPOSTA: LETRA A


Questão 4

COMPROV- UFCG- 2018

Durante a avaliação eletrocardiográfica de um cão com cardiomiopatia dilatada congestiva, observou-se intervalos RR irregulares, sem a presença de ondas P e com uma linha de base irregular caracterizada pela presença de várias ondas f.

Estes achados são característicos da seguinte arritmia:

a) Taquicardia sinusal.

b) Marca-passo migratório.

c) Taquicardia atrial.

d) Taquicardia ventricular.

e) Fibrilação atrial.

 

Agora confira a resposta:

*

*

*

SUBTEMA: AFECÇÕES CARDIOVASCULARES

GRAU DE DIFICULDADE: DIFÍCIL

ALTERNATIVA A: INCORRETA. É caracterizada por uma frequência cardíaca acima de 100 batimentos por minuto; ritmo regular; onda P com tamanho e configuração normal, podendo ter sua amplitude aumentada. Com o aumento da frequência cardíaca, pode estar sobreposta na onda T precedente e difícil de ser identificada; intervalo PR constante e dentro dos limites de normalidade; complexo QRS com duração e configuração normal; onda T sem anormalidades; intervalo QT comumente encurtado e dentro dos parâmetros de normalidade.

ALTERNATIVA B: INCORRETA. É um local inconstante de formação do impulso do nódulo sinoatrial para uma área acima dos ventrículos, ou seja, nos átrios ou no tecido de junção atrioventricular.

ALTERNATIVA C: INCORRETA. É uma taquicardia na maioria das vezes regular com frequência média entre 140 e 230 bpm Condução intra ventricular normal em relação ao padrão basal com QRS estreito. QRS alargado será observado se já existir no ritmo basal, complexos QRS aberrantes. Não se identificam ondas P no traçado. Poderá haver a onda P retrógrada imediatamente após o complexo QRS, portanto sobre o ponto J, “empastando ou mascarando” o componente R, simulando um r’ nas precordiais direitas como se houvesse bloqueio do ramo direito. Intervalo PR em ritmo sinusal, normal ou curto. Possível registro em ritmo sinusal de duplo intervalo de condução AV (PR curto/longo). Não existe pré excitação ventricular, ondas delta, em ritmo sinusal.

ALTERNATIVA D: INCORRETA. Taquicardia caracterizada por intervalo QRS largo.

ALTERNATIVA E: CORRETA. É a irregularidade da passagem dos estímulos, através do nódulo atrioventricular, que imprime ao ECG a irregularidade peculiar do ciclo de RR. A presença do “tremor” da linha de base com ausência de ondas P e ciclo RR

RESPOSTA: LETRA E


Questão 5

MSCONCURSOS - UFAC- 2014

O sistema respiratório possui extrema importância para a homeostase dos animais.

Dentre as situações de emergências respiratórias abaixo, assinale a que apresenta definição/visão geral incorreta:

a)  A tromboembolia pulmonar se caracteriza pelo desenvolvimento de coágulos nos vasos pulmonares. A oxigenação do sangue necessita de ventilação e fluxo sanguíneo adequados, sendo que falhas neste complexo podem resultar em hipoxemia.

b) O edema pulmonar não cardiogênico reflete a presença de edema com alto teor proteico no parênquima pulmonar. Pode ser usado para descrever qualquer forma de edema pulmonar não associado com insuficiência cardíaca, e inclui lesão pulmonar aguda ou contusão pulmonar.

c) O pneumotórax é definido como o acúmulo de sangue no espaço pleural, que impede expansão adequada dos pulmões e pode limitar a ventilação e a oxigenação.

d) O piotórax é o acúmulo de material purulento no espaço pleural. Pode resultar em sinais sistêmicos ou desconforto respiratório.

e) Os pulmões e a pleura são comumente afetados por neoplasias. Linfoma acomete animais de qualquer idade, ao passo que carcinoma e sarcoma são mais comuns em animais mais velhos.

 

Agora confira a resposta:

*

*

*

SUBTEMA: AFECÇÕES RESPIRATÓRIAS

GRAU DE DIFICULDADE: FÁCIL

ALTERNATIVA C: INCORRETA. Ocorre quando o ar livre entra no espaço entre a pleura visceral e parietal, que impede expansão adequada dos pulmões e pode limitar a ventilação e a oxigenação.

RESPOSTA: LETRA C


E, aí? Foi fácil ou difícil?

Encontrar questões de Residência nem sempre é uma tarefa fácil – muito pelo contrário. Estudantes relatam dificuldades de encontrar questões específicas para este tipo de seleção, além de perder muito tempo nesta busca por provas anteriores. Se você se identificou com isso, fique ligado nesta dica que vai mudar o seu jeito de estudar.  

Se você ainda não conhece, baixe agora o aplicativo da Sanar Saúde! São mais de 100 mil questões gabaritadas da área de Saúde inteiramente GRATUITAS para você se preparar para as provas de Residência e Concurso! E melhor: dá para filtrar por profissão, disciplina ou assunto. No app, você ainda encontra milhares de questões comentadas pelos nossos professores. Não deixe para depois!

Matérias relacionadas

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.