Logo Sanar

Carreiras

As cinco principais áreas de residência em Enfermagem

Principais-Residências-em-Enfermagem

 

Quase todo estudante de enfermagem ou enfermeira(o) que deseja fazer residência tem dúvidas sobre qual programa e área escolher e como se preparar, afinal, escolher uma carreira não é fácil e esse é um dos passos cruciais para ser bem sucedida(o).

Sempre dizemos por aqui que o segredo está em conseguir identificar QUAL área se encaixa melhor em você e não o contrário. Isso porque além de escolher uma área que te ajude a entrar bem no mercado de trabalho, para nós é muito importante que você seja feliz com o que você faz!

Conteudos-Gratuitos.png (106 KB)

 

Pensando nisso, trouxemos aqui TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER sobre as cinco principais residências em Enfermagem para te ajudar a tomar a sua decisão: Enfermagem Obstétrica, Enfermagem em Neopediatria, Enfermagem em Cuidados Intensivos ao Adulto, Enfermagem em Urgência e Emergência e Enfermagem em Cardiologia.

 

Enfermagem Obstétrica

Áreas de atuação 

Unidades de Saúde e Maternidades

O que faz um residente em Obstetrícia?

Segundo a Resolução COFEN 526/2016, o Enfermeiro Obstetra pode realizar o pré-natal, parto normal sem distócia, assistência ao parto sem distócia e assistente à gestante, parturiente, puérpera e recém-nascido.

Ou seja, o residente em obstetrícia aprenderá, na prática, a fazer cada uma dessas atribuições, passando por hospitais maternidade e unidades de saúde.

 

Enfermagem em Neopediatria

Áreas de atuação 

Hospitais, emergência, cuidados paliativos, maternidades

O que faz um residente em Neopediatria?

Essa área é para quem gosta de crianças. O enfermeiro neopediatra pode atuar em diversas áreas de assistência à criança, desde maternidades com assistência a pacientes neonatais a cuidados com pacientes pediátricos críticos, dentre muitas outras áreas.

O residente nessa área, provavelmente, irá aprender também a utilizar a técnica do brinquedo terapêutico e a sempre ter muita paciência com seus “pacientizinhos” e sua família.

 

Enfermagem em Cuidados Intensivos ao Adulto

Áreas de atuação

Unidades de Terapia Intensiva

O que faz um residente em Cuidados Intensivos ao Adulto?

O enfermeiro intensivista lida diariamente com situações bastante complexas, já que ele cuida de pacientes em estado crítico.

Além de lidar com equipamentos tecnológicos, o residente dessa área irá aprender a monitorizar os pacientes na UTI, realizar curativos, administrar medicações e as prestar demais assistências de enfermagem.

Além disso, é uma área que costuma ter um trabalho interdisciplinar bastante presente, sendo, geralmente, o enfermeiro o interlocutor entre a UTI e demais serviços do hospital.

 

Enfermagem em Urgência e Emergência

Áreas de atuação 

Hospitais, Pronto Socorro, UPAS e SAMU

O que faz um residente em Urgência e Emergência?

Pode atuar em antendimento pré-hospitalar a pacientes agudos de natureza clínica, traumática e psiquiatrica, de modo a evitar sofrimento, sequela e reduzir o risco de morte. Desenvolve, ao longo da residência, habilidades para atendimento primário, secundário, terciário e quartenário.

Aprende a identificar, através de protocolos, pacientes criticos, diferenciar urgências e emergências e encaminhar emergências com risco de morte ao nível terciário.

Durante o programa, o residente também aprende a atuar em conjuto com UBS, USF, ambulatórios especializados, unidades não-hospitalares de urgência e emergência e unidades de atendimento pré-hospitalar móvel.

 

Enfermagem em Cardiologia

Área de atuação

Pode trabalhar em diversas áreas com enfoque em cardiologia, da atenção primária, à clínica, especialidades, hospitalar, pacientes cirurgicos e pacientes critícos em UTI. Pode atuar com pacientes pediatricos, adultos e idosos.

O que faz um residente em Cardiologia?

O residente em cardiologia irá aprender sobre as afecções cardiovasculares que acomentem pacientes pediatricos, adultos e idosos, atuando em clínicas, hospitais, UTIs e centros cirurgicos, conhecendo o manejo terapeutico e a assistência de enfermagem em cardiologia para cada caso.

O residente poderá passar (dependendo da instituição), durante o programa por clínicas, hospitais, proto-socorro, UTI, Centro Cirurgico, Centro de Material, Cardiologia intervencionista e pesquisa.

 

Livro-Mil-Questoes-Comentadas.jpeg (59 KB)

Além das especializações citadas, outras diversas podem ser trabalhadas de acordo com a instituição hospitalar, universitária ou instituto em questão.

A cada novo ano, aprendizados são adquiridos pela vivência, pelos resultados de ações tomadas, por mudanças de estratégias, por transformações nos campos de atuação. Consequentemente, as especializações têm ficado cada vez mais aprimoradas e reconhecidas.

Acredite, depois de concluir a sua residência, o profissional terá um enorme diferencial na sua carreira. Com toda a experiência adquirida em cada campo de atuação durante os 2 anos do programa e com os trabalhos desenvolvidos, além de se tornar um especialista, o aluno sairá na frente de muitos outros colegas de trabalho que estarão competindo com ele pelas próximas vagas no seu futuro emprego.

 

Preparatorio-Concursos-Enfermagem.jpeg (61 KB)

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.