Logo Sanar

Notícias

Fiocruz e Ministério da Saúde oferecem capacitação para vacina da Covid-19

a-capacitacao-fiocruz.jpg (432 KB)

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministéiro da Saúde oferecem uma capacitação voltada para a vacina da Covid-19. O curso de qualificação profissional "Vacinação para Covid-19: protocolos e procedimentos técnicos" é gratuito, online e autoinstrucional.

Em cinco módulos são abordados conceitos básicos e desafios referentes às vacinas e à vacinação; às características das vacinas do coronavírus; ao planejamento e organização das salas de vacina; aos protocolos de vacinação; e à farmacovigilância pós-vacinação, entre outros assuntos. O objetivo do curso é capacitar profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) envolvidos na vacinação, principalmente na Atenção Primária à Saúde. No entanto, qualquer profissional de saúde do Brasil e de outros países pode se inscrever.

O curso é realizado pela Fiocruz em parceria com o Núcleo de Educação em Saúde Coletiva (NESCON) da Universidade Federal de Minas Gerais e a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. Especialistas da Fiocruz e do NESCON são os responsáveis pelas aulas, que totalizam carga horária de 50 horas. Os participantes que concluírem a capacitação receberão certificado.

Inscreva-se aqui no Curso de Capacitação para a Vacina da Covid-19!

Vacinação contra o coronavírus

O Brasil deu início à vacinação contra o coronavírus em janeiro de 2021, com a aprovação da autorização de uso emergencial das vacinas CoronaVac e de Oxford/AstraZeneca. Até dia 31 de março, foi aplicada pelo menos uma dose de vacina em quase 17 milhões de pessoas, equivalente a 8% da população. Quase 5 milhões de pessoas (2,34% da população) receberam as duas doses do imunizante.

Os estados com maior proporção de pessoas vacinadas com as duas doses são Mato Grosso do Sul (3,30%), São Paulo (3,20%), Amazonas (3,03%), Roraima (3,00%) e Rio Grande do Sul (2,61%). Com relação aos estados que já aplicaram pelo menos uma dose da vacina, se destacam: Mato Grosso do Sul (10,38%), Bahia (10,15%), Amazonas (10,08%), Distrito Federal (9,75%) e São Paulo (9,72%). Os dados são do consórcio da imprensa formado pelo G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL.

Matérias relacionadas:

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.