Logo Sanar

Carreiras

Carreira em Bucomaxilofacial: saiba do que precisa para ser um cirurgião!

Buco carreira.jpg (98 KB)

O sonho de muitos cirurgiões-dentistas ao se formar é de seguir a carreira de bucomaxilo. Você sabe como seguir esse caminho? Sabe quais são as oportunidades dessa especialidade da odontologia? O que fazer, especialização ou residência?

A área do cirurgião bucomaxilofacial tem se tornado ampla e muitas regiões do país oferece o curso de residência, muitos com a garantia de bolsa pelo Ministério da Saúde. Além disso, se tornou uma grande oportunidade para estabilidade profissional, principalmente daqueles que saíram da faculdade recentemente.

Hoje trouxemos um artigo com todas as informações que você precisa saber para tomar o caminho certo na sua carreira em bucomaxilo. Nesse artigo vamos abordar:

  • A carreira em bucomaxilo
  • Áreas de atuação do profissional
  • Diferença entre residência e especialização
  • Assuntos mais cobrados nas provas de residência
  • Residências mais concorridas em odontologia
  • Média de salários do profissional
  • Comece já a sua preparação!

 

 

A carreira em Bucomaxilo

Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial é a especialidade que tem como objetivo o diagnóstico e o tratamento cirúrgico e coadjuvante das doenças, traumatismos e anomalias congênitas e adquiridas do aparelho mastigatório e anexos e estruturas crânio-faciais associadas, envolvendo a região compreendida entre o osso hióide e a parede anterior do seio frontal de baixo para cima, e do tragus à pirâmide nasal, de trás para diante.

Dentre as doenças, existem os tumores, os cistos nos maxilares, as manifestações associadas a doenças sistêmicas como AIDS, tuberculose e sífilis, entre outras. As deformidades faciais são compreendidas desde as sequelas de doenças, como o câncer (os traumas severos), até distúrbios de desenvolvimento (como as síndromes) ou alterações do desenvolvimento, como o prognatismo (aumento dos maxilares) e micrognatismo (diminuição dos maxilares), ou a combinação delas.

A cirurgia bucomaxilofacial é de âmbito ambulatorial ou hospitalar. Nos ambulatórios ou consultórios são exercidas cirurgias menores, na sua grande maioria sob anestesia local, onde são, por exemplo, removidos dentes inclusos, pequenos tumores benignos, cistos, lesões periapicais, implantes dentários e cirurgias para adaptações protéticas, entre outras.

Os principais caminhos que o cirurgião dentista pode tomar para se tornar um especialista em cirurgia bucomaxilofacial envolvem:

Residência Multiprofissional: modalidade de ensino de pós-graduação, sob a forma de curso de especialização. Funcionando em instituições de saúde como hospitais-escola, os pós-graduandos realizam atividades profissionais remuneradas sob a orientação de especialistas (preceptores), A residência tem carga horária pré-definida: 60 horas semanais, (sendo 2880 horas anuais) distribuídas em 20% teoria e 80% prática. Além disso, o residente tem direito a 30 dias de férias anuais e, a depender da instituição, uma bolsa mensal de R$ 3.330,43. O regime do programa é de dedicação exclusiva.

Especialização: os cursos de especialização possuem a carga horária mínima de 360 horas, não havendo definição de carga horária máxima. A frequência da especialização deve ser no mínimo de 75% de atividades programadas, e é exigido trabalho de conclusão de curso ou monografia para aprovação final do aluno. Além disso, uma dos principais aspectos que diferem a especialização da residência é: os alunos pagam pelo curso, em forma de mensalidades.

Concursos Públicos: A estabilidade profissional e financeira do concursado são as grandes vantagens dessa carreira após a conclusão do curso de especialização ou residência.

Clínica particular: O profissional também tem a opção de fazer atendimentos de casos mais simples, como extrações ou remoção de pequenos cistos e biópsias ou atendimento pré-cirúrgico em clínicas particulares.

Carreira acadêmica/docência: Esta também é uma opção para o profissional bucomaxilofacial, envolvendo a área de mestrado e doutorado e ensino em cursos, faculdades ou relacionado a pesquisa.

 

Áreas de atuação do profissional

 

Como é realizado o trabalho do Cirurgião BucoMaxiloFacial?

As áreas de competência para atuação do especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial incluem:

implantes, enxertos, transplantes e reimplantes; biópsias; cirurgia com finalidade protética; cirurgia com finalidade ortodôntica; cirurgia ortognática; diagnóstico e tratamento cirúrgico de cistos; afecções radiculares e perirradiculares; doenças das glândulas salivares; doenças da articulação têmporomandibular; lesões de origem traumática na área bucomaxilofacial; malformações congênitas ou adquiridas dos maxilares e da mandíbula; tumores benignos da cavidade bucal; tumores malignos da cavidade bucal, quando o especialista deverá atuar integrado em equipe de oncologista; e, de distúrbio neurológico, com manifestação maxilofacial, em colaboração com neurologista ou neurocirurgião.

Você sabe qual a diferença entre residência e especialização?

Muitos ainda têm dúvidas sobre qual a diferença entre a residência e a especialização. Montamos uma tabela pra você tirar essa dúvida e fazer a sua escolha sem medo!

Buco 1.png (28 KB)

Assuntos mais cobrados nas provas de residência

Não sabe o que estudar para as provas de residência? Não se preocupe! Separamos pra vocês os assuntos mais cobrados nas principais provas do país, por porcentagem. Confiram! Ainda dá tempo de estudar.

  • PATOLOGIA / ESTOMATOLOGIA: 32% 
  • IMPLANTODONTIA: 4,9%
  • CTBMF: 31,8%
  • PRINCÍPIOS DE CIRURGIA: 3,2%
  • CIRURGIA DENTOALVEOLAR: 5,2%
  • TRAUMATOLOGIA: 23,4%
  • BIOSSEGURANÇA: 0,9%
  •  URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS: 6,7%
  •  FARMACOLOGIA: 11,5%
  •  EXAME DE IMAGEM: 0,5%
  •  ANATOMIA: 11,5%

Buco 2.jpg (81 KB)

Residências mais concorridas em bucomaxilo

Atualmente existem diversos programas de residência em cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial no Brasil. Os programas de residência, geralmente ofertam de 2 a 3 vagas ao ano, com duração do curso de 3 anos e em regime de dedicação exclusiva.

Apresentaremos abaixo os programas que possuem o maior número de inscrições, distribuídas pelos estados brasileiros, tendo como preferência pelos inscritos as que se concentram-nas regiões norte, nordeste e sudeste. Atualmente, a média de candidados que concorrem por 1 vaga varia entre 30 e 110 pessoas, dependendo de cada seleção.

 

Média de salários do profissional

Um Cirurgião Dentista - Traumatologista Bucomaxilofacial ganha em média R$ 3.785,53 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 24 horas semanais. A faixa salarial do Cirurgião Dentista - Traumatologista Bucomaxilofacial fica entre R$ 3.455,01 (média do piso salarial 2019 de acordos, convenções coletivas e dissídios), R$ 3.594,00 (salário mediana da pesquisa) e o teto salarial de R$ 5.720,81, levando em conta profissionais com carteira assinada em regime CLT de todo o Brasil.

Existe diferença no salário do bucomaxilo concursado?

Sem dúvidas seguir uma carreira concursada de Cirurgião Dentista - Traumatologista Bucomaxilofacial é uma ótima pedida, já que o salário no setor público é cerca de 2% maior do que a média salarial do setor privado.

salário de Cirurgião Dentista - Traumatologista Bucomaxilofacial concursado é de R$ 3.873,00 para uma jornada de 31 horas semanais, segundo dados de 9 profissionais contratados por concúrso público para órgãos municipais, estaduais ou federais.

 

 

 

Rodapé natal.jpeg (41 KB)

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.