Logo Sanar

Carreiras

Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial: especialização, áreas de atuação, remuneração e mais!

cirurgia-traumato-bucomaxilo-foto-h-shaw-unsplash-a.jpg (386 KB)

A área de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial é uma especialidade da Odontologia que tem como objetivo diagnosticar e tratar traumatismos, anomalias congênitas e adquiridas do aparelho mastigatório e anexos, além de estruturas crânio-faciais associadas. O profissional que opta por essa carreira tem como opções de atuação ambulatórios, consultórios e hospitais.

A presença do que hoje é Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial data de tempos remotos, de 2.670 a.C., 1.550 a.C., 460 a.C. No século XX, a área passou por transformações expressivas, até que atualmente, a especialidade tem vivido avanços tecnológicos que garantem tratamentos cada vez mais assertivos e satisfatórios para o paciente.

Neste post, detalhamos as funções e rotina do especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, bem como a importância dessa área para a sociedade. Navegue pelo índice abaixo para encontrar mais informações sobre essa especialidade.

1. Breve histórico sobre Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial;
2. Como ser especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial;
3. Como é a rotina de um especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial;
4. Mercado de trabalho e áreas de atuação;
5. Como se preparar para Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial.


SAIBA QUANDO É O MELHOR MOMENTO PARA FAZER UM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO OU ESPECIALIZAÇÃO


1. Breve histórico sobre Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial

O histórico da Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial data de tempos remotos. Citações que remetem à cirurgia oral são encontradas em publicações sobre Medicina de 2.670 a.C., com descrição de proceedimentos como exodontia e tratamentos de fraturas da mandíbula; no século XIII a.C., o médico grego Esculápio teria sido o primeiro a se referir à confecção de instrumentos para procedimentos de exodontia.

Há relatos também de menção à cirurgia oral no Papiro de Ebers, em 1.550 a.C., e nos escritos de Hipócrates em 460 a.C., quando o considerado pai da Medicina se referia a doenças da boca e tratamentos de dores de dentes. No século XVIII, o considerado pai da Odontologia moderna Pierre Fauchar escreveu a primeira obra que descreve a anatomia oral, sintomas de patologias, técnicas para remoção de cáries, restaurações e implantes.

O século XX é considerado notável devido aos avanços tecnológicos, na esteira do advento da anestesia no século anterior. Nesse período, a Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial teve maior avanço no pós-guerra, a partir do final dos anos 1950, período em que surgiram associações que proporcionavam evolução nos tratamentos dos traumatismos faciais na década de 1960, liderados por Bernd Spiessl. Na década seeguinte, a escola de Strasbourg ganhou importância ao trazer novos princípios.

O consenso entre as duas escolas permitiu o desenvolvimento e evolução da Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. No Brasil, a instituição foi reconhecida em 1968 e conceituada em 1975 pelo Conselho Federal de Odontologia. A entidade define a especialidade como tendo o objetivo:

(...) diagnóstico e tratamento cirúrgico e coadjuvante de doenças, traumatismos e anomaliias congênitas e adquiridas do aparelho mastigatório e anexos, e estruturas crânio-faciais associadas.

Recentemente, a área tem vivido avanços tecnológicos importantes. Material produzido pela Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas aponta: o aperfeiçoamento da reconstrução facial com o emprego de planejamentos cirúrgicos com protótipo obtidos por meio de impressoras tridimensionais; concepção de próteses de estruturas esqueléticas da face; emprego de softwares para planejamento de cirurgias ortognáticas e de trauma; advento de artroscopias e reconstruções da ATM com próteses customizadas em cirurgias da região da articulação temporomandibular. 

2. Como ser especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial

O dentista que tem interesse em se tornar especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pode alcançar esse objetivo por dois caminhos. O primeiro deles é a Residência em Área Profissional. Essa modalidade de pós-graduação é caracterizada pelo aprendizado em serviço, sob a supervisão de especialistas. 

A residência tem carga horária de 60 horas semanais, distribuídas em 20% teoria e 80% prática, com duração de três anos. O programa exige dedicação exclusiva, e oferece bolsa mensal no valor de R$ 3.330,43.

Outra possibilidade é a especialização em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. Essa modalidade possui carga horária mínima de 360 horas e exige frequência de pelo menos 75% nas atividades programadas. É exigido do profissional trabalho de conclusão de curso ou monografia para aprovação final. E diferentemente da Residência, os alunos pagam as mensalidades do curso. 

3. Como é a rotina de um especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial

O especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pode atuar em diferentes áreas, mas sua rotina não varia muito. Cabe a esse profissional a realização de implantes, enxertos, transplantes ou reimplantes; biópsias. No campo das cirurgia, são realizados procedimentos com finalidades protética, ortodôntica e ortognática.

O profissional da área eventualmente também atua no diagnóstico e tratamento de cistos, afecções radiculares e perirrediculares, doenlas das glândulas salivares ou da articulação temporomandibular. Lesões traumáticas, malformações, tumores e distúrbios neurológicos também são parte da rotina do especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial

4. Mercado de trabalho e áreas de atuação

O mercado de trabalho para o especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial é variado. O atendimento pode ser feito em ambulatórios ou consultórios, onde são realizadas cirurgias menores, como remoção de dentes inclusos, pequenos tumores benignos, cistos, lesões periapicais, implantes e adaptações protéticas.

Em ambientes hospitalares são realizados procedimentos mais complexos, que exigem anestesia geral e demandam mais cuidados. Exemplos são cirurgias de grandes tumores, fraturas faciais e cirurgias ortognáticas.

Outra possibilidade de atuação é no setor público, via concursos públicos. Essa opção garante estabilidade profissional e financeira, e foca no cuidado a todos os usuários do sistema público de saúde. 

Os especialistas em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial podem ainda se concentrar na atividade docente e de pesquisa. Neste caso, é preciso ingressar na carreira acadêmica através das seleções de mestrado e doutorado.

A faixa salarial do profissional em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial é de R$ 3.785,53 em média, para uma jornada de 24 horas semanais. O teto salarial pode chegar a R$ 5.720,81 na iniciativa privada e contratação CLT. No setor público, o mínimo recebido chega a ser um pouco maior, de aproximadamente R$ 3.783,00 para uma jornada de 31 horas semanais. 

5. Como se preparar para Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial

O primeiro passo para a preparação é ter certeza de que você quer seguir esta área. Para isso, pesquise bem suas possibilidades e encontre o caminho que mais se encaixa com o seu perfil e com suas necessidades. Leia conteúdos, converse com colegas que já atuam na área e pense bem em como e onde você se vê trabalhando nos próximos anos.

Depois que você tiver certeza do caminho que quer seguir, é preciso estudar bastante sobre a instituição que oferece a especialidade que você escolheu! Além disso, importante estabelecer também uma rotina de estudos para se preparar ao processo seletivo, se houver, e para gerir seu tempo durante o desenvolvimento do curso. Temos algumas sugestões para você:

Em seguida, você precisará escolher um material completo, assertivo e bem direcionado para seu objetivo! Ter uma fonte de estudos de qualidade te dará a segurança necessária para você otimizar seu tempo e ser mais produtivo, além de fornecer o conteúdo e as ferramentas ideais que te guiarão para a aprovação. 

Temos algumas dicas de materiais perfeitos para te preparar!

post_apoio-atualização_1524x200_lp-atualização.jpg (122 KB)

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.