Todas as Áreas

Carreiras

Atuação da enfermeira obstetra: como seguir os caminhos da profissão | Colunista

Atuação da enfermeira obstetra: como seguir os caminhos da profissão | Colunista

A enfermagem obstétrica capacita a enfermeira a atuar na assistência integral à mulher em diversas fases da vida, com foco nos períodos gravídico-puerperal e lactância nos primeiros três meses de vida do bebê. O objetivo da atuação é garantir um nascimento saudável e qualidade de vida para mãe e o bebê.  

A profissional tem a função de acompanhar a evolução e conduzir o parto por meio de conhecimentos técnicos e científicos quando não há risco habitual e acontece de forma natural, sendo habilitada para reconhecer quaisquer alterações que possam evoluir para as intercorrências obstétricas, como por exemplo, as síndromes hipertensivas, descolamento de placenta, hemorragias, dentre outras alterações no curso fisiológico da gestação. Além de estar apta para realizar o encaminhamento da parturiente para os cuidados da equipe médica.  

É importante lembrar que a enfermagem obstétrica deve sempre trabalhar em parceria com a equipe multiprofissional de saúde, considerando características e particularidades de cada gestante, para garantir uma assistência digna e de qualidade, e desta forma, assegurar o direito à vida e o bem estar da família.

O modelo de assistência à saúde no Brasil se apresenta na forma hospitalar e curativa. O modelo de assistência ao parto se concentra no médico e na atenção hospitalar. De acordo com (PAIVA e ASSIS, 2017), Em 1998, o Ministério da Saúde reconheceu a atuação da enfermeira obstetra nas equipes hospitalares durante o parto com o objetivo de garantir a redução de intervenções e cesarianas. A partir de então, políticas públicas na assistência à mulher foram se consolidando com as implantações de centros de parto normal, Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento (PHPN), Humaniza SUS e o programa Rede Cegonha. Essas políticas visam atenção obstétrica mais integral, associada à garantia dos direitos da mulher.  

Assim sendo, a assistência prestada à mulher pela enfermagem obstétrica deve ser diferenciada, com base na capacitação técnica nesta área, estes profissionais deverão ser aptos a assistir parturientes desde o pré-natal, parto, nascimento e puerpério, desenvolvendo técnicas necessárias da promoção da saúde materna e neonatal.   

O campo de atuação desses profissionais vem ganhando grande destaque, podendo atuar na Atenção Básica em Unidades de Saúde da Família, acompanhando a mulher nos atendimentos de pré-natal, puerpério, nas ações educativas de saúde sexual e reprodutiva por meio de consulta de enfermagem e na assistência hospitalar, na condução do parto natural e cuidados imediatos ao recém-nascido na sala de parto. 

A enfermagem obstétrica também atua no planejamento familiar, informando e direcionando suas ações à promoção de cuidados; trata da parte administrativa; tem o reconhecimento da supervisão de pessoal de enfermagem; e é atuante nas discussões acerca da saúde das mulheres e defesa da humanização do parto. 

Dessa forma, a Enfermeira obstetra é capacitada para atuar nas UTIs, Clínicas médicas, Postos de saúde, Unidades básicas de atenção à saúde, Casas de parto, Hospitais, Maternidades, Laboratórios de diagnóstico e Universidades.

O curso de Especialização tem duração de 18 meses. É necessário ter graduação em Enfermagem e ter registro regular no Conselho Regional de Enfermagem de sua jurisdição. Para a qualificação da prática de obstetrícia é estabelecido critérios como: realização de no mínimo 20 partos; 15 consultas de enfermagem pré-natais; 15 atendimentos ao recém-nascido na sala de parto. (COFEN N°516/2016)

Fazer uma especialização em Enfermagem Obstétrica é um grande diferencial no currículo de um profissional, abre um leque de oportunidades e é fundamental para quem quer aprofundar os conhecimentos técnicos na carreira e ser referência neste campo de atuação.   

Matérias relacionadas:

REFERÊNCIAS:

Enfermagem obstétrica no cenário do parto humanizado. Disponível em: <https://www.unifal-mg.edu.br/petenfermagem/node/147>. Acesso em, 11 jun. 2020

Enfermagem obstétrica. Disponível em: <https://www.infoescola.com/medicina/enfermagem-obstetrica>. Acesso em, 11 jun. 2020

Enfermagem obstétrica: descubra agora como trabalhar nessa área, 2018. Disponível em: < https://www.faculdadeide.edu.br/blog/enfermagem-obstetrica-descubra-agora-como-trabalhar-nessa-area/>. Acesso em, 11 jun. 2020

 Especialização na área da saúde: qual a importância para um profissional?, 2019. Disponível em:< https://www.faculdadeide.edu.br/blog/especializacao-na-area-da-saude-qual-a-importancia-para-um-profissional/ >. Acesso em, 11 jun. 2020

Pós-graduação em Enfermagem Obstétrica Universidade Federal De Uberlândia. Disponível em:<  http://www.famed.ufu.br/pos-graduacao-lato-sensu/pos-graduacao-em-enfermagem-obstetrica/publico-alvo>. Acesso em, 08 nov.2020

COFEN Conselho Federal de Enfermagem. Disponível em:>http://www.cofen.gov.br/categoria/legislacao/resolucoes>. Acesso em, 08 nov. 2020

 

   

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.