Todas as Áreas

Carreiras

O que aprendi como enfermeira residente em saúde mental? | Colunista

O que aprendi como enfermeira residente em saúde mental? | Colunista

O que aprendi como enfermeira residente em saúde mental_.jpg (71 KB)

As residências em saúde são uma excelente oportunidade para a transição entre a academia e o mercado de trabalho, ao passo em que viabilizam a articulação teórico-prática, por meio de atividades em campo e também de especialização em determinada temática (BESSA-ANDRADE, 2020). 

A Enfermagem é a categoria da saúde que encontra-se nos mais diversos campos: cuidados primários, secundários e terciários, além das atividades de gestão, pesquisa e educação (COREN MG, 2020). 

Devido a amplitude do leque de atuação da Enfermagem, esta é uma das áreas da saúde que mais possui opções de residência multiprofissional e, uma das residências em saúde ainda pouco procuradas pela Enfermagem é a residência em saúde mental. 

Enfermeiro Residente em Saúde Mental

O enfermeiro que se aventurar na residência em saúde mental atuará na promoção em saúde e prevenção de agravos, desenvolvendo seu processo de trabalho no âmbito dos dispositivos que integram a Rede de Atenção Psicossocial, também conhecida como RAPS (BRASIL, 2017).

A RAPS é uma das redes temáticas do ministério da saúde, conta com eixos de atuação em todos os níveis de atenção à saúde (BRASIL, 2017). Os campos de atuação da residência em saúde mental são definidos por cada programa, mas, no geral, o enfermeiro residente em saúde mental poderá atuar principalmente no eixo da atenção especializada, que são os Centros de Atenção Psicossocial – CAPS.

Meu cotidiano como Enfermeira Residente em Saúde Mental

Durante os dois anos como residente em saúde mental, tive a oportunidade de atuar em 3 modalidades de CAPS: iniciei em um CAPS especializado em transtornos mentais graves e persistentes, com as ações direcionadas aos adultos. Logo, fui para um CAPS cujo as ações eram direcionadas ao tratamento de transtornos mentais e comportamentais em crianças e adolescentes. Por fim atuei em um CAPS que tinha como objetivo desenvolver ações frente aos transtornos relacionados ao uso prejudicial de álcool e outras drogas.

Participei de atividades em um ambulatório especializado em saúde mental, no qual desenvolvia consultas de enfermagem com pessoas em uso prejudicial de substâncias psicoativas. Esse ambulatório era localizado em um Hospital Universitário, o que facilitava a articulação no caso do usuário necessitar de outras especialidades. 

Destaco também as participações na articulação em rede, em conjunto com o consultório na rua, unidades básicas de saúde e hospitais da região. Minha aproximação com a Atenção Primária à Saúde começou em encontros semanais, realizados entre a equipe do CAPS e as equipes das Unidades Básicas de Saúde. Esses encontros se chamam Matriciamento e têm o objetivo de discutir os casos de saúde mental, afim de fortalecer o compartilhamento do cuidado em rede. 

Possibilidades para o enfermeiro residente em saúde mental

Durante a residência em saúde mental você, enfermeiro, terá a oportunidade de ampliar o leque de conhecimentos a partir de atividades promotoras de integração e compreensão do próximo. 

A enfermagem tem muito a contribuir na saúde mental, por ser uma categoria profissional que busca pela atenção integral, em prol de direcionamentos que buscam pela promoção de saúde. Nesse sentido, na residência em saúde mental, o acolhimento, a escuta e a empatia são importantes ferramentas para um cuidado diferenciado. 

Matérias relacionadas:

Referências

BESSA-ANDRADE, J. N. Formei, e agora? Como escolher uma pós-graduação? Sanar Saúde, 14/12//2020. Disponível em: https://www.sanarsaude.com/portal/carreiras/artigos-noticias/colunista-enfermagem-formei-e-agora-como-escolher-uma-pos-graduacao Acesso em: 06 jan. 2020. 

BRASIL. Portaria nº 3.588, de 21 de dezembro de 2017. Altera as Portarias de Consolidação no 3 e nº 6, de 28 de setembro de 2017, para dispor sobre a Rede de Atenção Psicossocial, e dá outras providências. Brasília, DF. 21 dez. 2017. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt3588_22_12_2017.html Acesso em: 06 jan. 2021

COREN MG. Conselho Regional de Minas Gerais. Não existe serviço de saúde sem Enfermagem. [online] 07 out. 2020. Disponível em: https://www.corenmg.gov.br/nao-existe-servico-de-saude-sem-enfermagem-2/ Acesso em: 06 jan. 2021

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.