Logo Sanar

Carreiras

Quiz: conhecimentos gerais sobre Unidade de Terapia Intensiva

Quiz_ Conhecimentos gerais sobre Unidade de  Terapia Intensiva.jpg (72 KB)

A Unidade de Terapia Intensiva constitui-se um ambiente de cuidados a pacientes graves e instáveis, necessitando que os profissionais possuam conhecimento acerca da utilização de drogas vasoativas; desequilíbrio ácido-básico; sedativos e escalas para avaliação do nível de sedação, procedimentos como a instalação e monitorização de pressão arterial invasiva, além do aparato tecnológico, como a ventilação mecânica.

Aconselho vocês a responderem o quiz, e depois estudarem os temas referentes as questões que erraram ou apresentaram dúvidas, pois se seu objetivo é atuar em uma Unidade de Terapia Intensiva, já fique sabendo que não existe Unidade de Terapia Intensiva, sem drogas vasoativas, sem pacientes sedados, sem pressão arterial invasiva, sem acidose ou alcalose e muito menos sem ventilação mecânica! Conhecimento
promove a segurança do paciente! Boa sorte e bons estudos!

1) As Drogas Vasoativas são bastantes utilizadas no ambiente de terapia intensiva, compreendem medicações que visam corrigir alterações cardiovasculares, com o intuito de restaurar a oferta de O2 e de nutrientes aos tecidos, reequilibrando essa oferta para a demanda metabólica. Qual alternativa abaixo apresenta somente drogas vasoativas?

a) Noradrenalina, dopamina, salbutamol, vancomicina, adrenalina
b) Noradrenalina, nitroglicerina, dobutamina, vancomicina, haldol
c) Noradrenalina, dobutamina, adrenalina, nitroglicerina, nitroprussiato de sódio
d) Noradrenalina, dopamina, salbutamol, milrinona, midazolam

2) Um paciente apresenta ph: 7,55; CO 2 : 44; HCO 3 : 32 em sua gasometria arterial. Na realização do eletrocardiograma, observa-se presença de Onda U. Qual a explicação para tal ocorrência?

a) A onda U é decorrente da hipocalemia, pois o paciente apresenta acidose metabólica, o que faz com que íons hidrogênio deslocam-se para o líquido extracelular e o potássio mova-se para o líquido intracelular, diminuíndo os níveis sérico de potássio.

b) A onda U é decorrente da hipocalemia, pois o paciente apresenta alcalose metabólica, o que faz com que íons hidrogênio deslocam-se para o líquido extracelular e o potássio mova-se para o líquido intracelular, diminuíndo os níveis sérico de potássio.

c) A onda U é decorrente da hipercalemia, pois o paciente apresenta alcalose metabólica, o que faz com que íons hidrogênio deslocam-se para o líquido extracelular e o potássio mova-se para o líquido intracelular, diminuíndo os níveis sérico de potássio.

d) A onda U é decorrente da hipercalemia, pois o paciente apresenta alcalose metabólica, o que faz com que íons hidrogênio deslocam-se para o líquido extracelular e o potássio mova-se para o líquido intracelular, aumentando os níveis sérico de potássio.


3) A escala de Ramsay é uma escala que verifica o grau de sedação dos pacientes que estão em uso de sedativos. Durante a avaliação de um paciente sedado, a enfermeira verificou que esse paciente apresentava resposta rápida ao leve toque da glabela ou estímulo sonoro auditivo, então qual é a classificação na escala de Ramsay?

a) 3
b) 4
c) 5
d) 6
 

4) Sobre modos ventilatórios, assinale a alternativa correta:

a) O modo PCV é ciclado a tempo, com pressão controlada
b) O modo PCV é ciclado a pressão, com volume controlado
c) O modo PCV é ciclado a pressão, com PEEP controlada
d) O modo VCV é ciclado a tempo, com pressão controlada

5) Em pacientes críticos, em uso de drogas vasoativas ou em pós-operatório de cirurgias de grande porte, é importante a monitorização da pressão arterial invasiva (PAI). Sobre tal procedimento, assinale a alternativa errada:

a) É importante a realização do teste de Allen, quando for puncionar a artéria radial.
b) Espasmo arterial, infecção, equimose, dor, isquemia distal são complicações do procedimento.
c) É necessário atentar para a manutenção da permeabilidade do cateter pelo fluxo contínuo de SF 0,9% e a bolsa pressurizadora com 300 mmHg.
d) A artéria femoral deverá ser a primeira opção de escolha para punção.

GABARITO:
1) c
2) b
3) b
4) a
5) d

REFERÊNCIAS

DIAS, F.S et al . Parte II: monitorização hemodinâmica básica e cateter de artéria pulmonar. Rev. bras. ter. intensiva, São Paulo , v. 18, n. 1, p. 63-77, mar., 2006 .

SMELTZER, S.C; BARE, B.G. Brunner & Suddarth: Tratado de Enfermagem Médico- Cirúrgica. 12 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.

MELO, E. M. et al. Caracterização dos pacientes em uso de drogas vasoativas internados em unidade de terapia intensiva. J. res. Fundam. Care. Online, v. 8, n. 3, p. 4898 – 4904, jul.-set.,2016.

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.