Todas as Áreas

Carreiras

O farmacêutico (também) na linha de frente no combate ao coronavírus | Colunista

O farmacêutico (também) na linha de frente no combate ao coronavírus | Colunista

Sim! O farmacêutico também está atuando no combate à atual pandemia do novo coronavírus. Diferentemente do que algumas pessoas pensam, o farmacêutico é sim profissional indispensável e está na linha de frente.

Começando pela drogaria, o primeiro local em que algumas pessoas vão para pedir ajuda, seja na procura por algum medicamento para alívio de sintomas, na busca de informações ou, mais recentemente, para realização de testes rápidos para COVID- 19, independente do serviço, o farmacêutico está lá, sendo na maioria das vezes, o primeiro no elo paciente-profissional da saúde. Além disso, na drogaria o farmacêutico combate um mal que tem se propagado muito, a automedicação não responsável, devido a tantas informações sobre possíveis curas da COVID-19.

Também, atua promovendo a educação em saúde, divulgando sobre medidas de prevenção e orientações para resolução de problemas que são autolimitados e assim, consequentemente, desafogando hospitais de urgência e emergência, bem como reduzindo o risco de contaminação daqueles que procuram atendimento.

Na indústria, o farmacêutico atua na pesquisa, produção, desenvolvimento e controle de qualidade de novos medicamentos, ou seja, está na busca também por um tratamento para a COVID-19. Ainda, o profissional tem suprido grande parte da demanda da população na busca de medicamentos e materiais, como por exemplo, o famoso álcool em gel, que estão em falta no mercado, mas que podem ser manipulados nas farmácias de manipulação, sendo produzidos com excelência e responsabilidade.

Nos hospitais, o farmacêutico é o responsável pela farmácia hospitalar, em todo o ciclo, desde a aquisição de medicamentos e materiais médicos hospitalares, armazenamento, distribuição, até a dispensação, ele está incorporado, realizando serviço de gestão e planejamento, para que não faltem tais materiais.

Além disso, dentro do hospital ele pode desenvolver atividades relacionadas à farmácia clínica, efetuando acompanhamento farmacoterapêutico, evitando interações e uso irracional de medicamentos, principalmente nesses pacientes com a COVID-19, pois se trata de uma doença bastante complexa.

Dessa forma, o farmacêutico garante a segurança, que auxilia na efetividade e na qualidade do tratamento para essas pessoas.

Ainda no hospital ou em laboratórios centrais, o profissional atua nas análises clínicas, realizando e interpretando exames laboratoriais, peça fundamental, seja para diagnóstico, como os testes que detectam anticorpos específicos ou a presença de material genético do vírus, confirmando ou não a doença, como também testes para acompanhamento da doença, como exames hematológicos e bioquímicos, indicando evolução ou regressão da infecção, auxiliando na conduta médica. Além disso, garante o controle de qualidade das análises realizadas, tudo com agilidade e zelo.

Dessa forma é possível observar que o profissional farmacêutico está intimamente engajado no combate à atual pandemia, exercendo seu papel como profissional da saúde, integrado nos mais diversos setores.

Matérias relacionadas:

REFERÊNCIAS:

CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. Coronavírus–Atuação do Farmacêutico frente a pandemia da doença causada pelo coronavírus. Plano de resposta para a farmácias privadas e públicas da Atenção Primária. Versão, v. 1.

CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. . Farmacêuticos do HCUFPE atuam no tratamento da Covid-19. Disponível em: https://www.cff.org.br/noticia.php id=5819&titulo=Farmac%C3%AAuticos+do+HCUFPE+atuam+no+tratamento+da+Covid-19. . Acesso em 24 de julho de 2020.

CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. Farmacêuticos estão na linha de frente no combate à Covid-19. Disponível em: https://www.cff.org.br/noticia.php?id=5794&titulo=Farmac%C3%AAuticos+est%C3%A3
o+na+linha+de+frente+no+combate+%C3%A0+Covid-19. Acesso em 24 de julho de 2020.

COSTA, L.S. Pharmacia Brasileira. Formação do farmacêutico para o exercício das análises clínicas e o título de farmacêutico-bioquímico. Março/Abril 2010.

FARMARCAS. O papel do farmacêutico no enfrentamento da pandemia. Disponível em: https://farmarcas.com.br/papel-do-farmaceutico-no-enfrentamento-da- pandemia/. Acesso em 24 julho de 2020.

G1. O papel do farmacêutico nos cuidados e combate à COVID-19. Disponível em: https://g1.globo.com/mg/zona-da-mata/especial-publicitario/univicosa/somos-o-centro-universitario-de-vicosa/noticia/2020/04/13/o-papel-do-farmaceutico-nos-cuidados-e-combate-a-covid-19.ghtml. Acesso em 24 julho de 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diagnóstico clínico e laboratorial. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/diagnostico-clinico-e-laboratorial. Acesso em 24 julho de 2020.

 

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.