Logo Sanar

Carreiras

Botox: as 5 perguntas mais frequentes que recebo no consultório

alanablogcolares.jpg (58 KB)

Com certeza todo dentista tem uma lista das perguntas mais repetidas no consultório. Algumas dúvidas são tão freqüentes no nosso atendimento que já temos as respostas decoradas.

Se as dúvidas surgem com tratamentos antigos, consolidados e divulgados em nossa profissão, imagine com a toxina botulínica (TB). Toda essa curiosidade, dúvidas e mitos em torno desse tratamento é causada por 3 motivos principais:

1) É um tratamento relativamente novo na odontologia, foi em janeiro de 2019 que a harmonização virou oficialmente uma especialidade odontológica com a RESOLUÇÃO Nº 198¹;

2) Vem sendo amplamente divulgado nos dias atuais.  A ferramenta de buscas do Google registrou em 2019 um aumento de 540% por cento (quase 6 vezes mais) nas pesquisas sobre harmonização facial 2,3 ;

3) Abriu uma gama enorme de possibilidades e soluções terapêuticas, ampliando as opções de tratamentos para doenças tratadas preferencialmente pela odontologia, como por exemplo as disfunções temporomandibulares 4 .

Como tudo que é novo, a TB trouxe muitas dúvidas e gerou muitas fake news. Por isso, separei aqui as 5 perguntas mais frequentes que recebo no consultório e em meu perfil do instagram (@alanacolares). Minha intenção é ajudar você, dentista que esta começando na harmonização, a responder de forma clara as perguntas que aparecerão em seu dia a dia.

1- “Qual a idade certa para começar a aplicar TB?”

Quando o paciente questiona o momento certo de começar o tratamento com TB devemos sempre explicar o conceito de Botox preventivo. É muito comum o preconceito sobre a aplicação precoce da TB, geralmente acompanhado de comentários do tipo:
“Ela é muito nova para aplicar botox”
“Não tenho ruga nenhuma no rosto, não tenho necessidade de aplicar botox”

O conceito de botox preventivo parte do pressuposto de que prevenir é mais fácil/barato do que remediar. Mas, não e tão simples assim convencer o paciente, antes precisamos explicar os dois tipos de rugas que aparecem com o envelhecimento:

a) Rugas Dinâmicas: aparecem somente quando fazemos as expressões faciais, ou seja, quando movimentamos os músculos do rosto 5 .
b) Rugas Estáticas: aparecem mesmo quando estamos com os músculos da face parados 5 .

A toxina botulínica age paralisando o músculo no qual foi aplicado, ou seja, impede a contração do mesmo e, conseqüentemente, o aparecimento das rugas dinâmicas (aquelas que aparecem quando movimentamos a face durante as expressões). O botox aplicado de forma precoce impede que as rugas dinâmicas se transformem em rugas estáticas. Isso significa que não precisamos esperar uma ruga estática aparecer para iniciarmos as aplicações 5 .

As rugas estáticas se formam com o envelhecimento, através da contração muscular repetida várias vezes durante a vida. Depois que um ruga estática se forma fica muito mais difícil de tratar. Por isso, é mais fácil prevenir o seu surgimento
paralisando o músculo.

2- “Tenho um evento importante, qual o melhor momento para aplicação?”

É muito comum o paciente querer conciliar a aplicação da toxina com algum evento importante a fim de desfrutar do resultado da aplicação no momento programado. Para isso, devemos entender a ação da toxina e suas características:

a) Os efeitos da toxina demoram em torno de 7 dias para começar a aparecer, atingindo seu pico de ação do 15º dia 6 . Isso significa que não adianta aplicar nas vésperas do evento, seu planejamento deve levar isso em consideração.

b) Após a aplicação o paciente não deve usar maquiagem nem qualquer outro produto. A exposição solar e atividades físicas também estão proibidas 6 . Esse é outro aspecto importante que deverá considerado no momento de planejar e agendar o tratamento do paciente.

c) Às vezes é necessário algum retoque da aplicação para correção da dose, e isso só poderá acontecer após 15 dias 6 . Não seria prudente aplicar antes de algum evento importante (como um casamento) sem aguardar esse período de segurança.

3- “O botox irá me deixar com o rosto mais feminino?”

O medo ficar com feições mais femininas, uma expressão mais delicada ou das pessoas notarem que foi feito algum procedimento estético é, sem dúvida, o que mais ouço dos pacientes homens.

A forma de aplicar, os locais escolhidos e a dose utilizada irão determinar a resposta muscular para a toxina. Trabalhamos com segurança quando adequamos a técnica à expectativa do paciente, só ficará com o rosto mais feminino aquele paciente que assim desejar.

4- “Vai parecer artificial?”

A harmonização facial atual busca realçar o que o paciente já tem de belo. O objetivo do planejamento é de devolver o que foi perdido com o envelhecimento e retardar os sinais indesejados, sendo prudentes na quantidade de procedimentos.

Cabe ao profissional orientar o paciente, adequando as expectativas de acordo com as limitações de cada técnica, a fim de não acontecer um exagero no uso dos produtos.

O resultado é dose-dependente, o que significa que trabalhamos com relativa previsibilidade, planejando a dose e distribuição dos pontos de aplicação. Para isso, uma boa anamnese irá nortear o profissional, para atender as expectativas e receios do paciente 5 .

5- Expectativa sobre o tratamento, um desafio na harmonização.

Pra finalizar esse nosso bate papo vou trazer a maior dificuldade que enfrento no dia a dia do consultório: ajustar a expectativa do paciente ao tratamento. Sei que não é uma pergunta, mas cabe aqui a discussão sobre o limite de atuação visando o bom senso estético.

Algumas pessoas chegam no consultório achando que irão resolver todos os problemas somente com a aplicação do botox, cabe ao profissional esclarecer as indicações e limitações da técnica, lembrando sempre:

1) O botox só trata das rugas dinâmicas. Para todos os outros problemas devemos associar os tratamentos para otimizar os resultados
2) O cuidado da pele deve começar em casa. Os hábitos de vida e a rotina de cuidados diáriosem casa são parte do tratamento.
3) Parece bobagem, coisa que já estamos cansados de ouvir, mas filtro solar e ingestão adequada de água são indispensáveis em qualquer procedimento da harmonização.
4) Pele bonita requer manutenção, nada é permanente nem existe tratamento milagroso.

Se após essas cinco dicas especiais ainda restar alguma dúvida, fiquem a vontade para mandá-las pelo direct do meu instagram (@alanacolares), Ficarei feliz em responder. O mesmo vale para sugestões ou críticas, afinal, lá é um espaço para trocarmos experiências e aprendizado.

Um grande beijo,

Alana Colares.

Referências bibliográficas:

1)http://www.in.gov.br/materia/- /asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/61355738/do1-2019-01-31-resolucao-n-198-de-29-de-janeiro-de-2019-61355714

2) https://www.jb.com.br/bem_viver/beleza/2019/09/1016514-procura-por--harmonizacao- facial--cresce-seis-vezes-em-2019-no-google.html

3) https://trends.google.com.br/trends/explore?date=2019-01-01%202019-12 31&geo=BR&q=harmonizacao%20facial

4) 2 Dall'Antonia M, Netto Oliveira RM, Sanches ML, Guimarães AS. Dor miofascial dos músculos da mastigação e toxina botulínica. Rev Dor. 2013;14(1):52-5

5)AYRES,Eloisa.SANDOVAL,Maria.Toxina botulínica na dermatologia: guia pratico de técnicas e produtos. 1.ed.Rio de Janeiro:GuanabaraKoogan, 2016.

6) 4)KANE, Michael.SATTLER, Gerhard. Ilustrated guide to aesthetic botulinum toxin injectons- Basics|Localization|Uses. Rio de janeiro:Di Livros Editora,2016.

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.