Todas as Áreas

Carreiras

Odontologia digital e suas perspectivas | Colunista

Odontologia digital e suas perspectivas | Colunista

Introdução

Na atualidade, vem surgindo técnicas inovadoras diariamente aplicadas aos tratamentos odontológicos, facilitando o trabalho dos cirurgiões-dentistas. Esses recursos são marcados pela convergência de tecnologias digitais, após o advento da quarta revolução industrial. Diante disso, essa tecnologia vem sendo bastante utilizada em nosso dia a dia e cada vez com mais frequência nas clínicas odontológicas, tornando os procedimentos mais eficazes, rápidos e seguros.

É indiscutível que o progresso tecnológico é algo que não se pode evitar e os cirurgiões-dentistas devem fornecer e executar esse tipo de tecnologia em seus consultórios, visando ampliar seu próprio conforto e de seus pacientes.

Conceito

A odontologia digital é a utilização de diversos tipos de tecnologias avançadas em procedimentos. Ela possui o objetivo de otimizar as abordagens odontológicas, oferecendo mais precisão e melhorando a qualidade dos serviços prestados. Também possui a finalidade de agilizar as consultas, tornar o tratamento mais seguro, indolor, menos invasivo e eficaz, podendo reduzir o tempo de terapêutica, além de amenizar o desconforto dos pacientes deixando-os mais satisfeitos com os procedimentos.

Vantagens e Benefícios

A odontologia digital simplifica e auxilia os procedimentos realizados pelos cirurgiões- dentista, tornando o trabalho mais eficiente. Além dessas tecnologias proporcionarem um maior conforto, elas também oferecem mais segurança e precisão, num período de tempo menor. Tais recursos digitais garantem um atendimento mais satisfatório com resultados melhores nos tratamentos odontológicos. Apesar de todos esses benefícios, essas não são as únicas vantagens da odontologia digital.

Dentre as principais vantagens, podemos citar:

  • Procedimentos menos invasivos;
  • Maior confiabilidade e precisão nos procedimentos;
  • Armazenamento de dados em espaços digitais ;
  • Redução dos custos;
  • Simulação dos resultados dos tratamentos;
  • Facilidade na elaboração de restaurações ;
  • Aumento da satisfação dos pacientes;
  • Resultados eficazes;
  • O paciente pode participar do planejamento do seu sorriso;
  • Tratamentos mais rápidos.

Recursos

> Tomografia Computadorizada (TC):

É um tipo de exame que possibilita um diagnóstico por imagem utilizando a radiação x e permite a visualização das imagens radiográficas em três dimensões. A TC produz imagens de alta qualidade e exatidão em seus resultados, sem sobreposição de estruturas e distorções, diminuindo a probabilidade de erros no diagnóstico. Essa tecnologia projeta as estruturas em profundidade, permitindo enxergar todas as estruturas em camadas, principalmente os tecidos mineralizados.

> Cirurgia Guiada:

A cirurgia guiada virtual é considerada minimamente invasiva por não precisar de cortes nas gengivas, sendo necessário apenas uma incisão no local do implante, minimizando então os possíveis erros de tratamento. É denominada também como implantes sem corte, sendo um recurso que possibilita a visualização, por meio de softwares específicos, de todas as estruturas anatômicas de um paciente e possa, em meio virtual, planejar a cirurgia, que é realizada de forma mais confortável.

> Digital Smile Design (DSD):

É um meio digital caracterizado pela colocação de desenhos e linhas de referência sobre as imagens faciais e intra orais no qual, o cirurgião-dentista junto com o paciente, podem idealizar o melhor tratamento, se adequando às suas preferências individuais. O DSD proporciona uma ampliação do diagnóstico, visto que, é possível visualizar mais facilmente as restrições e os fatores de risco, que podem não ser identificados apenas com o exame clínico tradicional, realizado através de fotografias e modelo de estudo.

> Fotografia de Face:

A fotografia digital obtém uma estética natural e harmônica, elaborando tratamentos personalizados. Ela assemelha-se a um auxílio ao diagnóstico, através de uma técnica padronizada, para uma correta análise das desarmonias. As informações ou dados dos pacientes também podem ser impostos através de ferramentas como as fotografias. Além disso, a fotografia também é relevante na visualização de modificações no padrão facial, como na ortodontia e cirurgia.

> Scanner Intraoral:

É um instrumento que reproduz os dentes do paciente, de forma digital e com alta precisão, substituindo a moldagem. Essas imagens são enviadas para o computador, onde o cirurgião-dentista observa as particularidades do paciente. Também pode-se adquirir ou enviar o mesmo modelo via internet, sem a possibilidade de danos ou perdas, já que as informações são armazenadas de forma digital. O procedimento exclui o desconforto causado pelos materiais de moldagem, além de ser muito rápido.

> Impressora 3D:

A impressora 3D transforma as imagens virtuais em modelos prototipados, como confecção de coroas ou facetas de porcelana. A impressão pode ser adaptada para aperfeiçoar as condições anatômicas e, assim, a exatidão dos alinhadores ortodônticos ou implantes pode ser melhorada. Deste modo, diminuem consideravelmente as chances de modificações interproximais causadas pela serra do troquel. Essa ferramenta facilita a troquelização de forma digital e precisa e possibilita uma boa reprodução dos tecidos.

> Sistema CAD/CAM:

O sistema CAD/CAM (CAD – desenho assistido por computador e CAM – manufatura assistida por computador), possibilita que as peças protéticas sejam realizadas de forma muito mais rápida e eficiente. Para que esse recurso seja adequado para cada paciente, ele promove o planejamento milimetricamente do tamanho, da forma e de cada particularidade de um dente. O CAD/CAM obtém uma imagem digital tridimensional do dente com o auxílio de uma câmera intraoral. Em seguida essa imagem é utilizada para a confecção da peça.

> Prontuário Digital:

Consideramos prontuário odontológico uma associação de alguns documentos, utilizados para o registro dos cuidados odontológicos ao paciente, que devem possuir um padrão. Essa tecnologia é fundamental no quesito clínico, para auxiliar diretamente o Cirurgião-dentista e também pode ser usado em outras situações como em algumas áreas da Odontologia Legal.

Matérias relacionadas:

Referências Bibliográficas

1. FERREIRA, Thaís Gonzalez et al. Manual de odontologia digital: inovações direcionadas ao cirurgião-dentista empreendedor. 2020.

2. MOURA, Jamille Rios et al. Aplicabilidade da tomografia computadorizada cone beam na odontologia. Rev. Odontol. Araçatuba (Impr.), 2018.

3. DE HOLANDA NETO, Diógenes Rodrigues et al. Planificación digital de la sonrisa. Rev Cubana Estomatol, 2020.

4. YOSHIO, Ivan; CALIXTO, Luiz Rafael. Fotografia de face na odontologia. Rev. Dent. Press Estét, 2011.

5. ESPÍNDOLA-CASTRO, Luís Felipe; ORTIGOZA, Leonardo Santiago; DE MELO MONTEIRO, Gabriela Queiroz. Escaneamento digital e prototipagem 3d para confecção de laminados cerâmicos: relato de caso clínico. Revista Ciência Plural, 2019.

6. HOLANDA, Daniele Assunção de; MELLO, Victor Villaça Cardoso de; ZIMMERMANN, Rogério Dubosselard. Documentação digital em odontologia. Odontologia Clínico-Científica (Online), 2010.

7. FERREIRA, Emanuelle. Odontologia digital: as vantagens das inovações ao seu alcance. Empreendedor Dentista, São Paulo, 11 de dezembro,2019. Disponível em: <https://empreendedordentista.com.br/odontologia-digital/ >. Acesso em: 18 de setembro, 2020.

8. ODONTOLOGIA digital: o que é e como funciona? Dentaly, Manaus, 01 de outubro, 2018. Disponível em: <https://www.dentaly.com.br/noticia/odontologia-digital-o-que-e-e-como- funciona#:~:text=Impress%C3%A3o%203D,meio%20de%20uma%20impressora%203D.> Acesso em: 18 de setembro, 2020.

9. MACIEL, Ramon. Odontologia digital: você está preparado? Simples Dental, São Paulo, 11 de março, 2020. Disponível em: <https://www.simplesdental.com/blog/odontologia-digital/>. Acesso em: 18 de setembro, 2020.

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.