Logo Sanar

Carreiras

Revascularização Pulpar, Alternativa Para Tratamento Endodôntico De Dentes Portadores De Rizogênese Incompleta

blogAmina Cahu.jpg (66 KB)

Introdução
A rizogênese incompleta é o processo em que o ápice dental não apresenta dentina apical revestida por cemento. Sendo um desafio para o tratamento endodôntico, já que o preparo biomecânico torna-se limitado devido a espessura das paredes dentinárias serem muito finas, podendo acarretar fratura.

Objetivo
Proporcionar por meio de uma revisão de literatura, conhecimento sobre o tratamento de revascularização pulpar, como uma alternativa para tratamento endodôntico em elementos dentais portadores de rizogênese incompleta.

Metodologia
A presente pesquisa classificada como revisão bibliográfica narrativa, por meio de literatura, foram consultados em língua portuguesa pelo sistema Lilacs (Literatura Latina Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, como também o SciELO (Scientifc Eletronic Library Online), entre os períodos de 2007 a 2016.


Resultados
Convencionalmente os elementos dentais recebem tratamento a base de pastas de hidróxido de cálcio denominado de apicificação. Esse tratamento consiste em trocas consecutivas de pastas de hidróxido de cálcio, com o objetivo de induzir a formação de uma barreira mineralizada, a qual irá possibilitar uma posterior obturação do canal radicular. Todavia é um tratamento que demanda várias sessões, tornando longo. Além de que estudos revelam que a exposição dessa medicação intracanal por longo tempo pode levar a fragilização da raiz devido às propriedades higroscópicas e proteolíticas do hidróxido de cálcio. Outra alternativa é o tratamento com agregado trióxido mineral (MTA), criando uma barreira apical, sua vantagem que pode ser realizada em uma única sessão. Contudo a confecção desse tampão não permite o desenvolvimento radicular, o que irá manter a fragilidade radicular e elevar a chance de fratura. Já o tratamento de revascularização pulpar é um tratamento que promove o fechamento do ápice, continuação da formação radicular, aumento do comprimento radicular e aumento da espessura das paredes de dentina. Isso ocorre por meio de células periodontais multipotentes capazes de promoverdiferenciação formando fibroblastos e cementoblastos. Em seguida se forma o aumento de espessura e assim induzindo o fechamento apical. O crescimento radicular pode ser induzido por células tronco da papila apical ou da medula óssea, porque estas células possuem capacidade proliferativa.


Conclusão
A revascularização contribui para a manutenção dos princípios biológicos e a possibilidade de diminuir o tempo de trabalho no tratamento de dentes com rizogênese incompleta. Apesar de bastante promissora, ainda existem várias dúvidas com relação ao tipo de tecido formado no interior do canal radicular.


Descritores: Endodontia, Necrose da Polpa Dental, Polpa Dentária.


ALCALDE M. P., et al. Revascularização pulpar: considerações técnicas e implicações clínicas. SALUSVITA, Bauru, v. 33,n. 3,,2014.

CABRAL C. S. L., et al. Tratamento de dentes com rizogênese incompleta após procedimentos regenerativos ou de apicificação: uma revisão sistemática de literatura. Rev. Bras. Odontol. vol.73 no.4 Rio de Janeiro oct./dic. 2016.

SIQUEIRA J. R., et al. Princípios biológicos do tratamento endodôntico de dentes com polpa necrosada e lesão perirradicular. Rev. Bras. Odontol. vol.69 no.1 .Jan./Jun. 2012.


SOARES A. P., et al. Células tronco em odontologia. Rev. Dent. Press Ortodon. Ortop. Facial, 2007.


rizogênese2.png (58 KB)

Figura :Capacidade Proliferativa
Link: http://www.scielo.br/pdf/dpress/v12n1/a06v12n1

 

risogênese.png (175 KB)

Figura : Revascularização utilizando tampão cervical de MTA.
Link:https://www.researchgate.net/figure/Figura-8-Exemplo-de-revascularizacao-com-MTA-adaptado-de-Saoud-
et-al-2014_fig4_282075692

 

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.