Todas as Áreas

Carreiras

Saúde bucal na gravidez: cuidados e recomendações | Colunista

Saúde bucal na gravidez: cuidados e recomendações | Colunista

A gravidez é um período de muita atenção com a saúde da gestante e do bebê. Mas onde entra a Odontologia? Na prevenção de cáries e doenças periodontais. Buscando proporcionar alívio quando há alterações salivares.

Durante a gravidez ocorrem diversas alterações hormonais, principalmente entre o 3º e 8º mês de gestação. Mas no que isso implica para a saúde bucal? A gestante está mais propensa a ter gengivite, xerostomia (boca seca), hiperplasia gengival e granuloma piogênico. Por isso deve cuidar ainda mais da higiene e fazer visitas de pré-natal também ao dentista! 

Essas alterações são provocadas pela elevação dos níveis de estrogênio, o que aumenta a permeabilidade capilar, predispõe as gestantes à gengivite e à hiperplasia gengival. Embora esses fatores não levem à periodontite, eles podem piorar as condições preexistentes, quando não há uma boa higienização.

A gengivite é a patologia periodontal mais frequente em gestantes, apresentando estimativas entre 30% e 100%. A gengivite gestacional se inicia geralmente no terceiro mês de gestação e é caracterizada por gengiva de cor vermelho-escura (hiperemiada), edemaciada, sangrante e sensível.

Entre 1% e 5% das gestantes têm problemas gengivais que evoluem para granuloma piogênico. O granuloma é um cisto, localizado predominantemente na gengiva, na face vestibular, podendo envolver também língua e palato. Desenvolve-se geralmente entre o primeiro e segundo trimestre da gestação e regride após o parto.

As mudanças hormonais e vasculares que acompanham a gestação exacerbam a resposta inflamatória aos irritantes locais (biofilme dental) que estando intimamente associados à higiene bucal deficiente. São capazes de afetar o parto e induzir o nascimento prematuro do bebê. 

Além disso, os enjoos frequentes podem provocar erosões dentárias, principalmente nas faces linguais e palatinas, podendo provocar hipersensibilidade dentária. Essa erosões são provocadas pelos ácidos presentes no estômago que entram em contato com os dentes com a alta frequência de hiperêmese.

O que fazer para manter uma boa saúde bucal? Instruções de higiene bucal, tratamento periodontal supragengival e/ou subgengival. Uso de colutório com flúor após o vômito para neutralizar os ácidos. É importante que não escovem os dentes imediatamente após o vomito, devendo fazer um bochecho com colatório. Uso de escovas com cerdas macias.

Matérias relacionadas:

Referências

BASTIANI, Cristiane et al. Conhecimento das gestantes sobre alterações bucais e tratamento odontológico durante a gravidez. Odontologia Clínico-Científica (Online), v. 9, n. 2, p. 155-160, 2010.

GARBIN, Cléa Adas Saliba et al. Saúde coletiva: promoção de saúde bucal na gravidez. Revista de Odontologia da UNESP, p. 161-165, 2011.

PRAETZEL, Juliana Rodrigues et al. Percepção materna sobre atenção odontológica e fonoaudiológica na gravidez. RGO. Revista Gaúcha de Odontologia (Online), v. 58, n. 2, p. 155-160, 2010.

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.