Todas as Áreas

Carreiras

Atendimento psicológico online em tempos de pandemia: fique por dentro | Colunista

Atendimento psicológico online em tempos de pandemia: fique por dentro | Colunista

O atendimento psicológico online teve um grande destaque esse ano devido a pandemia do covid-19. Foi necessário um novo texto, em caráter temporário, Resolução do CPF Conselho Federal de Psicologia nº4/2020, para adequação ao contexto pandêmico. Essa modalidade tem conquistado cada vez mais a confiança de profissionais e pacientes desde sua aprovação pelo CFP Resolução nº 3/2000, mas ainda gera muitas dúvidas entre os psicólogos.

No momento, com a nova Resolução, para atender emergencialmente na pandemia, muitos artigos foram suspensos e se manteve o estritamente necessário. 

Qual o caminho que o profissional deve seguir para ingressar nessa modalidade alternativa ao modelo presencial e que tem sido de grande valia atualmente?  

  • O psicólogo deve se cadastrar previamente na plataforma e-Psi junto ao seu conselho regional;

  • Deve manter seu cadastro atualizado;

  • Poderá atuar na modalidade online antes mesmo do parecer do seu conselho;

  • Caso seja indeferido poderá recorrer ao conselho federal no prazo de 30 dias;

  • Caso não recorra ou ainda seja indeferido pelo CFP, o profissional ficará impedido de atender pela modalidade online e deverá interromper imediatamente o serviço;

  • Todos os tipos de casos estão liberados na modalidade online no período da pandemia, contudo, o atendimento de crianças e adolescentes deverá ter o consentimento dos responsáveis e avaliação do psicólogo quanto a viabilidade do atendimento.

  • O psicólogo deve conhecer e cumprir o código de ética no atendimento online, CFP 10/2005;

  • O atendimento às pessoas com deficiência, deverá respeitar as especificidades e adequar os métodos e instrumentos, conforme artigo 9º.

Esses são os critérios exigidos e obrigatórios segundo o CFP. 

Para além disso, algumas dicas podem ser muito importantes para o bom proveito da sua sessão online. Segue:

  • Capacitação profissional para o atendimento online;

  • Adequar o atendimento à modalidade online;

  • Estar sempre atento a publicação de recomendações do seu conselho regional;

  • Ter uma boa internet que garanta o funcionamento sem interrupções;

  • Procurar um lugar o mais privado e silencioso possível, de preferência continue atendendo do seu consultório;

  • Conversar com quem já atende;

  • Ligar seu computador sempre uns minutos antes de começar a sessão e veja se está tudo ok;

  • Conhecer bem a plataforma e suas ferramentas.

Cada vez mais esse tipo de atendimento estará presente em nossas vidas e poderá alcançar mais pessoas, seja por dificuldade de locomoção, por morar fora do seu país, pela facilidade ao acesso ou por conta de uma pandemia. Tem sido uma importante ferramenta de trabalho e de alívio para muitos pacientes que puderam contar com o atendimento a distância.

Matérias relacionadas:

Referências

Quais as orientações para a prestação de serviços psicológicos online. CRP-Conselho Regional de Psicologia. 2020. Disponível em: https://www.crpsp.org/noticia/view/2558/quais-as-orientacoes-para-prestacao-de-servicos-psicologicos-on-line
https://atosoficiais.com.br/cfp/resolucao-do-exercicio-profissional-n-11-2018-regulamenta-a-prestacao-de-servicos-psicologicos-realizados-por-meios-de-tecnologias-da-informacao-e-da-comunicacao-e-revoga-a-resolucao-cfp-n-112012?origin=instituicao

Atos Oficiais. CFP-Conselho Federal de Psicologia. 2020. Disponível em: https://atosoficiais.com.br/cfp/resolucao-do-exercicio-profissional-n-4-2020-dispoe-sobre-regulamentacao-de-servicos-psicologicos-prestados-por-meio-de-tecnologia-da-informacao-e-da-comunicacao-durante-a-pandemia-do-covid-19?origin=instituicao

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.