Todas as Áreas

Carreiras

Faça como elas: Adote essas práticas e conquiste a aprovação no concurso dos sonhos

Faça como elas: Adote essas práticas e conquiste a aprovação no concurso dos sonhos

A fórmula secreta para passar em concursos não existe. Pelo contrário, é só conversar com qualquer aprovado em certames que todos revelarão o passo a passo para realizar o sonho da carreira pública: estudar, estudar e estudar.

Mas as experiências das psicólogas Vanessa Neves, também coordenadora de Psicologia na Sanar Saúde e servidora do Ministério da Saúde, e Nara Borges, servidora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), revelam outras práticas. Estudar é fundamental, mas não basta.

“O segredo é estudar e estar preparado emocionalmente. Não adianta só a pessoa estudar e no momento dar aquele branco, ficar nervosa”, antecipa Nara.

Falar em cuidar do emocional já nos remete à psicoterapia, mas vai além. É entender toda a dinâmica do processo de preparação e também cuidar de si mesmo ao longo do processo. Até porque, segundo Vanessa, a exaustão leva à descrença em relação à sua própria capacidade de atingir aquele objetivo. Sendo assim, separe um momento de descanso e de lazer na sua própria rotina de estudos.

“Quando chegar na hora da prova, a dependeer da maneira que você está se sentindo, pode, sim, ter uma crise de ansiedade, um branco, esquecer a matéria”, acrescenta Vanessa.

Como começar a se preparar

Dentro das experiências de Vanessa e Nara, a preparação para o concurso começou com a definição de qual área tentar. Ter um foco em mente é fundamental para orientar a sua preparação.

No caso de Nara, ela sabia que não queria sair da Bahia e queria continuar trabalhando com clínica. Logo, os concursos precisavam ser locais e com carga horária de 30 horas semanais. Já Vanessa sabia que seu perfil ideal de concurso era federal. Sendo assim, ainda que não houvesse previsão de edital, ela deu início à sua preparação com matérias de conhecimentos gerais comuns ao edital que mirava, como informática, Língua Portuguesa, Direito Constitucional e Direito Administrativo. 


VEJA COMO CUIDAR DA SAÚDE MENTAL ENQUANTO SE PREPARA PARA O CONCURSO DOS SONHOS


Nara alerta para o tempo dedicado a cada área de conhecimento. Isso porque, logo quando começou a se preparar para concursos, dava maior atenção aos assuntos de conhecimentos específicos em Psicologia. Se todo mundo concorre àquele cargo específico, é de se esperar que a grande maioria domine bem e tenha um bom desempenho naquela área. O segredo é tentar um diferencial.

“Eu era muito ruim em informática, aí comprei um curso específico. Acho que informática foi a parte que mais acertei questões. Fui bem em legislação específica, mas informática foi o diferencial”, conta a psicóloga, que antes do TJ-BA já havia sido concursada da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

A preparação para concursos perpassa também pelas etapas da seleção pública. É comum que certames ligados a instituições de ensino e a tribunais tenham como uma das etapas a prova de títulos. Vanessa chama a atenção para que o candidato invista em uma formação para conseguir pontuar. Caso não consiga, a sugestão é estudar muito para ter uma excelente nota na prova escrita. Esse desempenho pode compensar a nota que não será obtida na prova de títulos.

Quais dicas seguir

A experiência de quem já realizou o sonho da carreira pública é sempre inspiradora e tendemos a acreditar que o que aquela pessoa viveu pode valer pra gente também. Cada um tem sua história, mas a realidade é que a gente aprende muito com o que o outro viveu, sim! Até porque o conselho de quem já ultrapassou o obstáculo vem carregado de aprendizados, não é mesmo?!

Vanessa Neves e Nara Borges são a prova do quanto suas experiências podem ajudar o profissional de Saúde que busca por uma oportunidade na carreira pública. Para viver esse momento, ambas concordam que é fundamental o entendimento de que a preparação é um processo

“Não acontece de uma hora para outra. Vai ser preciso flexibilidade para se adaptar ao longo do processo. Já colocar o pé no chão desde o início, sabendo que vai ter que estudar, descansar. (…) Vai ter que ajustar sua rota ao longo da jornada. Não vai começar o estudo de uma forma e seguir toda essa forma, porque se fizer isso, inclusive, não vai ter resultado. Vai precisar desenvolver autoconhecimento, essa autopercepção, se cercar de pessoas que te ajudem nesse processo”, reforça Vanessa.

Essa perspectiva nos apresenta à ideia de que o planejamento é fundamental, mas não há regras para estudar para concursos. A experiência e realidade de cada um é que são determinantes. E Nara acrescenta:

“Não se compare. Tem pessoas que estudam oito horas por dia e não são aprovadas. Outras estudam menos e conseguem”.


CONFIRA O BATE-PAPO COMPLETO SOBRE COMO ELAS PASSARAM EM CONCURSOS MEGACONCORRIDOS


 

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.