Logo Sanar

Carreiras

O futuro do teleatendimento em saúde: o que muda pra você

futuro-do-teleatendimento-brasil.jpg (313 KB)

Fazer consultas de saúde sem sair de casa. O que antes era difícil de imaginar, agora é realidade. O teleatendimento ganhou força com a pandemia da Covid-19 e veio para ficar.

A telemedicina mudou a vida de pacientes e profissionais. Mas, a pergunta que não quer calar: qual será o futuro do teleatendimento na saúde?

Ele traz uma série de benefícios e comodidade. Ao mesmo tempo, demanda novas habilidades. A responsabilidade do profissional também aumenta. Com o paciente longe, uma nova forma de assistência vem surgindo.

Uma coisa é certa: mesmo com a tecnologia, o atendimento ainda precisa ser humanizado, com atenção total ao paciente.

O teleatendimento pós-Covid-19

O acesso à consulta online facilitou a vida de muita gente.  Antes da pandemia, a briga com o relógio atrapalhava. Quantas consultas não foram desmarcadas ou adiadas por um compromisso de trabalho ou com a família?

Com a crise do novo Coronavírus, o isolamento social ditou a regra. Muitos pacientes que precisam de acompanhamento não podem esperar. A lista de doenças que surgiram em virtude da pandemia também merece atenção. Ou seja, o teleatendimento tem sido fundamental nesse contexto. 

Que o digam os psicólogos. Em março de 2020, por exemplo, o Conselho Federal de Psicologia emitiu nota a respeito da Resolução Nº 4, de 26 de março de 2020, sobre o serviço de atendimento online durante a pandemia.

Aqui a gente fala sobre o teleatendimento por força da pandemia e a influência sobre quem cuida. E não foi só a saúde mental da população que ficou comprometida. Os nutricionistas também tiveram uma árdua tarefa.

Falar sobre como será o profissional de nutrição do futuro é também pensar no pós-pandemia e seus impactos. A verdade é que a mudança veio para todos da equipe multiprofissional. O médico veterinário também teve que apostar no teleatendimento para não deixar os animais na  mão. 

Saber o que será tendência em medicina veterinária é uma boa pedida, hein? Afinal, ter um animal de estimação é um aliado e tanto da saúde e da qualidade de vida. Não à toa, muitos passaram a ter pets em casa para animar a vida durante a pandemia. 

O futuro da teleconsulta

Para esse assunto, nada melhor do que ouvir quem vive essa realidade. É o caso da coordenadora de Fisioterapia e Líder Pedagógica da Sanar, Érika Pedreira. Para ela, o teleatendimento é um caminho sem volta. Assim como é a necessidade de criar uma intimidade cada vez maior com a tecnologia.

Sobre o que tem vivido na pele, diz: “a gente se viu numa situação que não conseguia ter contato com os pacientes e precisava ponderar sobre o custo-benefício do paciente ser assistido via teleatendimento. Para mim, foi uma grande surpresa, pois deu muito certo. As minhas consultas via teleatendimento têm surtido um efeito bem interessante”, conta.

O futuro do teleatendimento passa pela equipe multiprofissional de saúde. Érika reforça que a empatia com o paciente precisa ser ainda maior. E lembra que é preciso evitar a banalização e a falta de organização.

Recomendamos que os profissionais da equipe multidisciplinar acompanhem o que defende cada conselho profissional. Aqui, mostramos como os conselhos se posicionam sobre o teleatendimento.

Tipos de teleconsulta

Em linhas gerais, a teleconsulta é uma consulta via videoconferência. Elas podem ser síncronas ou assíncronas. Seja como for, a tecnologia é parte fundamental do processo.

As teleconsultas síncronas são as em tempo real entre o paciente o profissional de saúde. É preciso ser agendada e a troca entre eles acontece instantaneamente.

Nos casos de teleconsultas assíncronas é diferente. É comum que ocorram por meio de questionários e formulários com dados sobre o paciente. A partir dali, pode haver uma consulta síncrona. A depender do caso, até mesmo presencial.

Como se preparar para o teleatendimento em saúde

“A gente precisou desenvolver muitas habilidades, principalmente, em relação à parte tecnológica. Tudo para conseguir observar o paciente em sua totalidade. Estamos nos reinventando”, explica Érika.

Além dos profissionais, o teleatendimento trouxe mudança para a gestão de clínicas e consultórios. Estar cada vez mais conectado é de praxe. Investir em recursos tecnológicos, como aplicativos e atendimentos automatizados, é cada vez mais necessário.

Cada área da saúde tem suas questões específicas. A prática da telecomunicação para profissionais de enfermagem merece uma atenção especial. Agora, se você trabalha com saúde bucal, são muitos os desafios, não é mesmo? A gente sabe disso e preparou este conteúdo sobre teleodontologia: o que pode e o que não pode.

Benefícios do teleatendimento

Nada substitui o olho no olho. Mas, o teleatendimento na saúde tem seus benefícios. E não são poucos. A gente lista aqui alguns deles:

  • Ele agiliza diagnósticos e facilita a assistência a quem mora em áreas mais remotas.
  • Quem tem dificuldade de locomoção se beneficia.
  • A teleconsulta também desafoga clínicas, hospitais e centros de saúde.
  • Otimiza o tempo do profissional e do paciente, que também pode economizar com custos com o transporte.
  • Com o acesso fácil, as pessoas podem se sentir mais estimuladas a se cuidar.
  • Outro ponto positivo: permitir que o paciente tenha uma consulta com um profissional que está em outra localidade.
  • A vida é de mão-dupla: os profissionais também podem atender pacientes que estão fora da sua região.

A tecnologia e o teleatendimento em saúde

Como tudo tem dois lados, é  preciso falar sobre o componente tecnológico. Ele é responsável por permitir tudo isso e também é o que impede muitos de fazerem uma consulta via teleatendimento.

Afinal, nem todo mundo tem acesso à internet de qualidade. E são muitos os que não têm familiaridade com a tecnologia. Tirando, claro, os que têm resistência à modalidade.

A consulta presencial, com o contato próximo ao paciente é o cerne do atendimento em saúde. Mas, muitos casos podem se beneficiar de uma teleconsulta, mesmo que para anteceder um encontro presencial. As vantagens são muitas, como vimos.

E você, como está se preparando para o futuro do teleatendimento no Brasil? 

Para te ajudar nessa tarefa, a Sanar Saúde preparou um conteúdo que resume tudo o que você precisa saber sobre Telemedicina.

Aproveite!

 

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.