Todas as Áreas

Carreiras

Mapa 2019: 5 motivos para o veterinário se preparar desde já!

Mapa 2019: 5 motivos para o veterinário se preparar desde já!

VETERINÁRIO!!! O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) deverá reforçar o pedido para a realização de um novo concurso público. 

Por isso, você não deve esperar nem mais um minuto para INICIAR A SUA PREPARAÇÃO! 

Listamos CINCO MOTIVOS para te motivar nessa caminhada até a lista de aprovados. 

1. Salário inicial

A última seleção ocorreu em 2017, e teve como objetivo a contratação de 300 servidores no cargo de Auditor Fiscal Agropecuário, para profissionais formados em Medicina Veterinária, com remuneração inicial de R$ 15.042,71. 

2. Demanda alta de vagas existente

Já existe um pedido para 555 vagas que tramita junto ao Ministério do Planejamento, no entanto o déficit é ainda maior. De acordo com o Sindicato Nacional de Auditores Fiscais Federais Agropecuários, faltam hoje cerca de 1.600 profissionais.

3. Concurso Federal

Ao aprovado em um concurso federal você terá a facilidade de ter uma transferência para estados diferentes, após ter cumprido todas as condições previstas em lei. Outra vantagem é a amplitude de concursos organizados por uma mesma banca examinadora.

4. Concorrência alta

O último Mapa, em 2017, para auditor-fiscal agropecuário, contou com 19.165 inscritos, sendo 17.404 de ampla concorrência. No total, foram 63,88 candidatos por vaga.

5. Demanda de assuntos específicos para a prova

As Provas Objetivas contaram com os seguintes assuntos: 

– Conhecimentos Gerais Língua Portuguesa;

– Língua Inglesa ou Espanhola;

– Direito Constitucional;

– Direito Administrativo e Ética Pública;

– Informática Básica.

Já a parte de Conhecimentos Específicos para Auditor Fiscal Federal Agropecuário na área Medicina Veterinária deverá englobar os seguintes temas relacionados a Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal: 

– Inspeção industrial e sanitária dos produtos de origem animal 

– Regulamentação da Lei nº 1.283, de 18 de dezembro de 1950 e Lei nº 7.889, de 23 de novembro de 1989 

– Normas técnicas de instalações e equipamentos para abate e industrialização de suínos

– Regulamento Técnico da Inspeção Tecnológica e Higiênico-Sanitária de Carne de Aves 

– Controle e monitoramento de Salmonella spp. nos estabelecimentos avícolas comerciais de frangos e perus de corte e nos estabelecimentos de abate de frangos, galinhas, perus de corte e reprodução, registrados no Serviço de Inspeção Federal 

– Procedimentos de Controle da Listeria monocytogenes em produtos de origem animal prontos para o consumo 

– Regulamento Técnico sobre as condições Higiênico-Sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para Estabelecimentos Elaboradores/Industrializadores de Alimentos

– Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle – APPCC a ser implantado, gradativamente, nas indústrias de produtos de origem animal sob o regime do Serviço de Inspeção Federal – SIF 

– Patógenos de interesse de saúde pública implicados em surtos alimentares por consumo de produtos de origem animal. 10. Regulamento Técnico de métodos de insensibilização para o abate humanitário de animais de açougue 

 
 

 

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.