Logo Sanar

Carreiras

A Metodologia Científica na prática clínica dos fisioterapeutas



A importância da Metodologia Científica para quem deseja ter uma carreira acadêmica de sucesso é inegável. Contudo, os estudantes e profissionais de fisioterapia devem atentar também para o seguinte fato: os conhecimentos adquiridos se refletem diretamente em toda prática clínica.

Segundo Luciana Bilitário, a Metodologia Científica deve ser vista como um conteúdo muito prazeroso, pois “você não vai aplicar só na graduação, mas também na pós-graduação, se for se inserir no mestrado e doutorado, e também na prática clínica. É onde você aprende a escolher uma técnica, escolher um artigo para validar o que faz”, afirma.

Vale destacar ainda que os alunos que têm maior afinidade com o tema e entendem a linguagem logo nos primeiros semestres da graduação, tendem a se desenvolver muito melhor e se tornar profissionais mais bem preparados. De acordo com Ana Lúcia Góes, fisioterapeuta musculoesquelética, “isso se deve principalmente por conta da necessidade que temos hoje de praticar a evidência na clínica. E a gente não tem como praticar essa evidência se não entende de metodologia”.

Ainda assim, para quem acredita que a metodologia não tem nada relacionado com a prática clínica, a fisioterapeuta neurofuncional, Érika Pedreira, é direta no recado: “Hoje temos práticas baseadas em evidências, então precisamos entender o que é um estudo científico para saber o que podemos aplicar com nosso paciente na prática clínica”.


 
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.