Todas as Áreas

Carreiras

Recurso em provas de Concurso e Residência: confira dicas de ouro!

Recurso em provas de Concurso e Residência: confira dicas de ouro!

A hora de conferir o gabarito das provas é pura adrenalina. Mas, opa!  Eis que você percebe que algumas respostas estão equivocadas. Você acertou, mas a banca apresenta outro resultado. Confira como entrar com recurso em provas de concurso e residência!

Você começa a fazer conta, ver o que pode mudar caso eles reavaliem uma ou mais questões e seu corpo é tomado por ansiedade, não é isso? Você pode xingar, espernear, desabafar com alguém. Mas, o que resolve mesmo é entrar com o que chamamos de recurso.

Quem é concurseiro precisa saber disso. Esse instrumento, inclusive, pode estar entre o sim e o não da sua aprovação. Aqui a gente te explica direitinho como o recurso funciona. Acompanhe!

Como entrar com recurso em provas de Concurso e Residência?

Primeiro, é bom entender que a banca do concurso pode errar sim e é comum. O recurso, inclusive, é uma etapa do concurso e você tem o direito de entrar com uma solicitação. Mas, nem sempre, seu pedido será aceito.

Aqui, a gente busca trazer recomendações que podem ser úteis nesse momento tão delicado. Vamos entender de uma vez por todas como proceder.


23 dicas campeãs para sua aprovação na Residência!


Afinal, o que é o recurso?

Ele é um instrumento que você pode usar para solicitar que a banca organizadora do concurso altere o gabarito no caso de questões que estão com respostas oficiais erradas. Para isso, é preciso você checar a literatura e confirmar: sim, eu acertei a resposta e a banca errou.

Isso é sério e você não pode ser prejudicado por causa de uma ou mais questões que você acertou, concorda? Ou seja, revise o gabarito com atenção, acompanhe as notícias sobre outros recursos e entre com sua solicitação no que achar pertinente.

Ei, calma. Antes, siga esse passo a passo que elaboramos!

Recursos em provas de concurso e residência: como fazer para dar certo

Antes de mais nada, é preciso que você entenda que o recurso é uma fase de qualquer concurso ou residência, ok? Ele, inclusive, está previsto no edital. Então, não se trata de algo incomum, atípico ou falta de sorte.

É algo que pode acontecer. Aqui, dicas de ouro para aumentar as chances do seu recurso ser aceito.

  • Siga as regras já estabelecidas no edital

Existem regras a serem seguidas. Você precisa seguir o edital para fazer o seu requerimento ser aceito. Ou seja, existe sim uma forma já específica para você entrar com o recurso.

Então, atente-se ao edital. E siga tudo direitinho. Lá a banca organizadora coloca os critérios para que o seu pedido seja solicitado, fala do formato, do prazo e dá detalhamento de como esse recurso deve ser feito.

É bom saber que há dois caminhos para o recurso:

Pedido de anulação da questão: é para o caso de a questão estar com o enunciado que cause má interpretação e, por exemplo, induza ao erro.

Pedido de troca de gabarito: quando a resposta certa está lá no gabarito da prova, mas o resultado divulgado está comprovadamente errado.

O edital também deixa claro a forma para entrega do recurso e isso é uma informação muito importante. Afinal, pois pode envolver correio, no caso de cartas. 

Em alguns casos, os recursos também podem ser feitos via plataforma da própria banca, pela internet. Até o e-mail pode estar previsto.

Mas, veja o caso da sua prova. Repetir não custa nada: leia e veja o que diz o seu edital.

Se você fizer isso, já é meio caminho andado.

  • Fique atento ao prazo!

Já falamos acima sobre a importância de olhar o edital. E, uma das informações que ele traz, é justamente essa. Não adianta fazer tudo correto e não enviar a solicitação no prazo estabelecido.

Portanto, essa informação é importante para que você se organize, combinado?

E por que vale frisar isso? Porque o prazo, geralmente, é curtíssimo. Sim, pode acontecer, por exemplo, do prazo ser de dois dias após o gabarito preliminar.

Ou seja, se piscar, perdeu. Mas, repito: leia o edital e já tenha essa informação antes da prova, inclusive.

Ah, cada concurso e residência tem suas regras.

O prazo também pode variar e envolver entrega ao correio, como mencionamos. Portanto, esteja atento e pre-par-ra-do!

  • Nada de achismo

Não adianta tentar para ver se cola. Então, além de seguir as regras do edital à risca, você precisa ter como base a lei, livros de autores de referência, publicações da academia ou utilizadas em outros certames.

Um caminho é conversar com professores e pesquisadores para embasar ainda mais sua defesa.

Ou seja, é preciso provar que você está certo e o gabarito errado. E, isso, só estando fundamentado e sabendo fazer a argumentação.

Sem provas do erro, o recurso não é aceito.

  • Vá direto ao ponto

Como você pode ver, uma dica complementa a outra. Retomando: além de estar embasado para uma boa argumentação, você precisa ser objetivo!

Não é difícil imaginar que para a banca não é legal quando eles, comprovadamente, erram. Então, eles não vão facilitar a vida do candidato.

Aumentam as chances de sua solicitação ser aceita o fato de você ser curto e direto. Ser prolixo, nem pensar.

Importante: por mais que você esteja ardendo em raiva, isso não pode claro, transparecer no recurso.

Não se trata de um desabafo. Ali é a hora de você ser objetivo, escolher uma das duas opções que se encaixa no seu caso (Anulação da questão ou Troca de gabarito) e ir direto ao ponto, com uma escrita clara, concisa e bem fundamentada.

  • Não tenha vergonha de buscar ajuda

É aquela agonia. Você tem questionamentos sobre o resultado, o prazo para solicitar o recurso é curto e você não sabe bem como defender o seu argumento.

Mesmo para quem tem segurança quanto à defesa, é sempre válido conversar com professores que podem te orientar.

Até mesmo um amigo concurseiro mais experiente pode contribuir. Pesquise. Só não deixe o prazo passar. E, claro, não se esqueça dos outros pontos listados aqui!

  • Não diga quem você é

Por último aqui, mas não menos importante. Você não pode se identificar. Isso é para garantir a impessoalidade do resultado.

Da mesma forma que você não pode escrever o seu nome na prova, vale para essa etapa também. Combinado?

Mas, você sabe: queremos mesmo é te ver no topo, feliz com a aprovação! Então, se a sua prova ainda não aconteceu, além de ficar atento às possibilidades do recurso, é fundamental, chegar à prova com aquela confiança de quem sabe que percorreu uma jornada de estudos sensacional.

Aqui a gente contribui para essa caminhada. Olha só:

Livros, cursos e e-books para concursos e residências

E tem mais:
App: Mais de 100 mil questões para você treinar!

Provas de Concursos para Saúde

5 aplicativos para ajudar a estudar para concursos e residências

SAIBA COMO OS FLASHCARDS PODEM ALAVANCAR SEUS ESTUDOS!

Aproveite!

Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.
Cadastre-se para ter acesso personalizado ao conteúdo completo da Sanar.